Só passando para dizer que ainda estou vivo, apesar dessa tempestade de roubos dos nossos políticos. Estão sugando até a última gota de sangue do trabalhador brasileiro, que paga a conta negociada e saboreada na mesa das propinas. Enquanto isso, o gigante dorme em berço esplêndido. Acorda, Brasil!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! ,

AMIZADE – COMO DEFINIR?

Difícil querer definir amizade. Não custa tentar.
Amigo é quem oferece uma fatia do chão
um ombro amigo ou um capucho do céu
O sonho que te faz falta, o ensinamento, um conselho.

Ser amigo é ser o espelho que nos reflete sabedoria
Prenúncio de entusiasmo e alegria
Que não deixa o peso dos dias atrapalhar nossa jornada.

Amizade é uma espécie de sol a secar lágrimas
Ou a lua a abrandar nossa fadiga
Ou simplesmente uma companhia
Que noz faz sorri sem motivo aparente
E eleva com classe nossa autoestima.

Dizer que temos um ombro amigo
É confessar que dispomos de luz acessa
De uma palavra sob medida
Quando nossos olhos estão encharcados de tristeza interior.

Não é exagero dizer que amizade
É como uma lua nova, uma estrela
Um brilhante que irradia luz a cada instante
Com múltiplas e inesperadas cores que dão vida a nossa íris.

Ser amigo é saber dizer “eu te amo"
Sem qualquer medo de má interpretação.


Gilnei Neves Nepomuceno

Comentarios

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.

Sobre Mim

Aniversário:

Agosto 1


1) Qual o teu nome completo?

Gilnei Neves Nepomuceno


3) Data de nascimento (não é necessário o ano)

01/08/1961


4) Local de residência (apenas Cidade, Estado e País)

Morada Nova - Ceará


5) Mini Currículo (trabalho, experiências, gostos e ou preferências, família, produção poético-literária...).

Gilnei Neves Nepomuceno nasceu em 1/08/1961, na cidade de Banabuiu, então distrito de Quixadá, filho do Sr. José Nepomuceno e da Sra. Maria Neves Nepomuceno. No que se refere a sua trajetória artística cultural, nos anos 80 participou de grupos teatrais, desenvolveu a habilidade de escrever poemas, contos, peças de teatro e letras de música. Em 1993 lançou o livro de poesia Calvário Nacional, registrado na Biblioteca Nacional. Em 2008 foi diplomado como Cônsul do Movimento Poetas Del Mundo. É graduado em Pedagogia e Mestre em Ciências da Educação. É professor efetivo da Prefeitura Municipal de Morada Nova, Ceará. Em 2012 foi imortalizado na literatura, tornando-se membro da Academia Quixadaense de Letras - AQL. No Facebook tem um grupo denominado GANGORRA POÉTICA. Em 2016 foi agraciado com o Troféu de Honra ao Mérito Literário Cora Coralina, pela grandeza de sua contribuição com a literatura nacional.


6) Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

Marsoalex


8) Está ciente que as poesias eróticas (caso as tenha), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

Sim


9) Concorda em participar e interagir conforme possa, com os demais membros nas atividades da Casa?

Sim


10) Fique ciente que NÃO DEVE POSTAR mais que 3 (três) Mensagens por dia no Blog Geral?

Sim


11) Caso possua, deixe o Link do Facebook, Recanto das Letras ou de qualquer outro site onde possamos saber mais de você.

http://facebook.com/gilneipoeta


12) Publique neste espaço, um pequeno texto, que considere poético. Pode ser inspirado na hora. Não precisa que seja algo que tenha sido publicado. De certo modo: TODOS somos Poetas!

AGRIDOCE Do amargo da vida Retirei resquícios do mel E me fiz agridoce Mais anil o meu céu Dos restos de um pesadelo Acordei em pedaços Não deixei de sonhar E refiz novos laços E, um poema plantei Colhi gotas de amores Meu caminho refiz Esmagando as dores Gilnei Nepomuceno, 07/03/2014


Conquistas pela participação


Pontos ganhos: 11945
Recebido:
22 de Mar de 2020

JULGAMENTO DO AMOR  

 JULGAMENTO DO AMOR Com testemunhos de uma boa relaçãoO julgamento, acusação e defesa do amorA comunicação, traduz o que o coração senteO amor conduz subjetividadeLealdade, união nas dificuldades e desencontrosMostra que o amor nunca estará…

Saiba mais…

DEPOIS DAS CURVAS

 DEPOIS DAS CURVAS O que há depois das curvas?Tento imaginar o que vou encontrarSigo a viagem com lembranças turvasO vento assobiando em meu pensar Na mente passam cenas absurdasNo rádio a música torna a perguntarO que há depois das curvas?Tento…

Saiba mais…

NAS BADALADAS DO RELÓGIO

NAS BADALADAS DO RELÓGIO Tudo acontece nas doze badaladas da noiteFlores se abrem e fecham-se delirantesDeliciando-se com o perfume do orvalhoPolinizando de amor o cenário dos amantes Pássaros noturnos festejam e planamFazem manobras bordando…

Saiba mais…

Grupos que participo

CPP