A SINCERIDADE DO POETA E DA POESIA

 

7478138674?profile=RESIZE_710x

SINCERIDADE DO POETA E DA POESIA

 

O poeta não pode ser um fingidor

Ele fala de amor, alegria ou da dor

Ele vive em versos, se expressando

Fala da alma, sentimentos formando

Chora de emoção ao ver o nascimento

E na morte também em lamentos

 

O poeta busca e venera a natureza

E busca inspiração em sua beleza

Nada lhe escapa, tem percepção

É sentimental em sua inspiração

E fala quando tudo está errado

Pede justiça até para o enterrado

 

O poeta é sincero quando fala de amor

Mesmo que dure pouco e cause a dor

É sempre romântico e construtivo

Em cada poesia tem lá o seu motivo

Faz sorrir, quando fala de esperança

Faz chorar de emoção, nas lembranças

 

O poeta emociona na declamação

E quem ouve sente a sua emoção

Ele envolve com seus versos singelos

A alma fica atenta a versos tão belos.

Não! O poeta não pode ser fingidor

Pois sente toda emoção a seu favor

(NORMA AP. SILVEIRA DE MORAES.

CPP 15/08/2020

 

 

 

 

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

As repostas estão encerradas para esta discussão.

Respostas

  • Bravo, Norma.

    Parabéns 

  • Um belíssimo Poema. De Excelência, isto é de valor literário autíssimo.

    Belas metaforas com inspiração e criatividade

    Parabéns amiga Norma.

    Abraços de Antonio Domingos

    • Obrigado poeta. Paz e luz

  • Norma sempre nos brindado

    com lindas poesias parabéns abraço...

  • Amei a beleza de versos de seu amago!

    Contradizer porquê; se você é a mestra

    dos  seus verdadeiros versos.

    Beijos

    • Obrigada amiga além mar. 

  • Com muito regozijo, estou também por aqui admirando mais uma excelente concepção de uma minha MESTRE Poetisas/Escritora/Cronista e muito, muito mais Norma Aparecida Silveira de Moraes... que 'alcunhei' Rainha dos Experimentais RL! Por lá, devido as inúmeras vezes que já fui agraciado ao ler suas SEMPRE imperdíveis publicações, já utilizei as siglas que demonstram meu entusiamo pelo que leio e, em sendo assim, por aqui, após ler detidamente mais essa sua concepção, vou logo enviando: Q, R e TC! Suas bençãos poéticas, prezadíssima AMIGA! PHILIA e NAMASTÊ!

    • Obrigado poeta, pelos elogios, agradeço muito, você também é um grande amigo. Paz e luz

This reply was deleted.
CPP