Adm

Brinde

Brinde

Brindemos, nós dois, a alegria do amor.
A dádiva da vida em lírica orquestra,
O perfume exalado no abrir-se da flor.

Brindemos a bondade, semântica de amor.
A partilha do pão que sacia a fome,
O abrigo do frio a produzir calor.

Desprovidos de egos, vivamos amor!
Brindemos a fé que não mata a esperança,
Mas renova os sonhos na face do albor.

Edith Lobato - 05/11/18

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Esse Brinde ao amor, querida Edith, 

    transcende ao amor entre homem e

    mulher! Belíssimo! Bjs.

  • Inspiração fecunda e maravilhosa. Meus Parabéns

  • Maravilhosos versos adorei parabéns Edith...

  • Show de versos, puro encanto. Aplausos mil

  • Um belo brinde ao amor. Aplausos mil

  • Eu li teu poema onteme deixei pra comentar quando fosse formatar, mas, infelizmente, as imagens formatadas não estão abrindo. Vou esperar quando normalizar para fazer a formatação. Tercetos lindos!

This reply was deleted.
CPP