Gestores

Se eu soubesse que ao cantar as belezas do amor...

Se eu soubesse...

Que ao cantar as belezas do amor sem poupar adjetivos, seria presenteada com um sentimento tão imenso,

teria vivido cada instante, cada segundo como se fosse o último de minha tão breve vida.

Assim, ao abrir mão deste amor, para que minh'alma não caísse no desespero e angústia da saudade,

meus sonhos permaneceriam intocados nas gavetas secretas de meu coração pueril.

Se eu soubesse...

Que ao te encontrar novamente te perderia, teria evitado a alegria de tê-lo tão junto a mim.

Assim, as lembranças doces não se tornariam  amargas gotas de solidão.

Se eu soubesse...

Que este encontro seria o último gesto de carinho para com minh'alma,

teria coibido meu desejo e meu prazer ao sentir teus toques e teus beijos.

Assim não sentiria o frio queimar minha pele por não ter mais o calor de seu amor.

Se eu soubesse...

Que quando você partisse um abismo se abriria entre nós,

teria lhe entregue todo o meu amor para que você o levasse na bagagem.

Assim, teu silêncio não seria como uma adaga em meu coração.

A distância física não é nada comparada com o vazio que este silêncio impõe.

Conseguiste, com teu silêncio, por em angústia um amor livre, que aprisionado ficou,

perdido num turbilhão de dúvidas que lhe tira a paz e faz com que as lágrimas

se tornem um bálsamo momentâneo,sem luz no fim do túnel.

Agora, resta esta ferida a sangrar em meu coração e nada do que fale ou faça

fará diferença. Teu silêncio já disse tudo.

 

Maria Angélica de Oliveira - 21/06/17

Tema Poesia

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Gestores

    Ah Menina... Ah Angel... Literalmente Menina... Mulher... Poeta... Angel... E mais que isso... Muito Mais... = AMOR!!!

    .

    Seu soubesse que Tu existe... Daria um jeito nos Mils Mundos para ser cada um dos 7 Bilhões de Almas, para seguramente ser Teu Par...

    MAS... Sem os "se" na eTernIdade do Amar... AMOR... AMAR!!!

    .

    PLACS PLACS PLACS entre Abraços de Mils Sotaques! gaDs

  • Maria Angélica, definiste muito bem o amor sofrido, aquele que vai e  não conseguimos alcançar.

    É realmente  uma tristeza muito grande, uma dor sem fim.

    Em seus versos muito bem inspirados lê-se a angústia do ser que perde seu amor.

    Amei

    Parabéns e abraços de Veraiz Souza

    • Gestores

      Obrigada Veraiz.

  • 3673484?profile=original

    • Gestores

      Obrigada Elzana!

  • 3673357?profile=RESIZE_1024x1024

  • Que poema belo Angélica! Mas ao mesmo tempo, muito triste! Muito amargo. Queria chorar junto com você vivendo essa dor tão pungente.

    Um abraço afetuoso minha amiga. Você me emocionou.

  • Poema maravilhoso, Angélica! muito bom mesmo! Bjs.

This reply was deleted.
CPP