A História do Xô

A História do Xô

 

Uma história quero contar

Mas não xê se xô capaz,

Tudo isto xe paxô em Tomar

Há já alguns anos atrás.

 

Num relato de memória

Eu ouvi esta beleza.

É uma pequena história

Do ensino à Portuguesa.

 

Um certo profexô

Quando fazia chamada,

Dizia logo ao aluno “O Xô,

E a Xora não sabem nada”

 

Isto ele confiante dizia,

E como os xôs não sabiam,

Ele, de imediato, respondia,

Os alunos, não o percebiam.

 

Os rapazes da linha da frente

Tinham de dar o lugar

Ás raparigas. Era ponto axente,

Ele tinha de as resguardar.

 

Era um profexô de outrora,

Daqueles à moda antiga,

Tomava esta medida protectora

Para ver as pernas da rapariga.

 

Enfim, um profexô castiço,

Mas que ficou na memória.

Não esqueçam lembrem-se dixo,

Xó destes profexôs reza a história.

 

Francis Raposo Ferreira

28/02/2020

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP