Ah, delírios escondes, Mulher

                                                                                                                                

  1.                                                                                                                                   3741027473?profile=RESIZE_710x
  2. É quando o sol está comigo
  3. qu'eu, ao ouvir-te ciciares meu nome,
    inebriada à idéia do inesperado 
    arremesso-me a águas cristalinas...

    Ah, tamanha magia...
    Do Universo que me vislumbras
    Sou eu o sonhar que te urge  
    Calor e prece e amor que em ti fazem sentido.
     
    Torvelinhos. Do Universo da razão
    Despedi meu corpo do teu.
    Nem noites enluaradas e de céu estrelado
    O sentir foi maculado...

    Do caminho que se trilha só, volto...
    Maior é viver tons de som e de cor
    Quando o céu da tua boca, úmida, cochicha:
    "Ah, delírios escondes, mulher"...


    (*) Imagem Pinterest
 
Marisa Costa
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    3178102729?profile=RESIZE_930x

  • Gestores

    3695879622?profile=RESIZE_710x

    • Obrigada pelo carinho,  Angelica. Maravilhoso dia pra você. 

  • Delirios ou não, teus versos são lindos - Destacado.

    Parabéns!

    • Obrigada,  nobre Poeta.  Abraços. 

This reply was deleted.
CPP