Inspirações

APEGO AO HÁBITO

 Os Hábitos são tão difíceis de combater, porque neles a inércia, que em geral se opõe a qualquer acção,  se associa a um certo rítmico de actividade”

 

Hugo von Hofmannsthal /1874 a 1929 

Resultado de imagem para IMAGEM DE HÃBITOS

 

APEGO AO HÁBITO

 

Tu te apegas tal goma aos problemas, tu te encostas no consciente

E na proposta de viver, tu te bloqueias atrás da porta a ranger

Tu te arrias a autopiedade, tu não tens nenhum elo inconsciente

Tu queres perpetuar angustia, e afastas tua irmã tentação

Tu queres manter a adulta de rimo, e permanece na puberdade

Tu   não vês a Pomba Branca, não te rendes aos arrulhos da canção

Tu te cegas aos pássaros cantantes, não te atenta a migração

Tu te escondes dos momentos, não gostas de estar presente

Teu livre arbítrio não rompe, as barreiras da auto negação

 

Tu acostumastes flácida, a viver na vil pobreza

Tu não acreditas em teus momentos de prazer

Tu pensas que queijo e taça de vinho é gemada

Tu não abres uma champanhe pelo não beber

Tu não sabes onde pisa tua alma mal-amada

Tu és semelhante aos grileiros, e rouba tua natureza  

 

Tu procuras os problemas por cultura do hábito

 

Enraizaste temores em buscar as sósias alternativas

De ter teus momentos maternos de aleitamento

Tu te prendes a tomar banho na chuva sem perspectivas

Tu vives assim a beber da água benta do comportamento

Dos teus hábitos esquisitos vives o feder do espírito.

 

Tu recepcionas comportamento, tal modo, e procria ralo hálito

De buscar sofrimento para sobreviver com densidade mórbida

Por que não mudar comportamentos, e criar novos hábitos

Teu comportamento alavanca viciosa vicissitude sórdida

 

FIM

 

Antonio Domingos

13\12\2018Revi.AD

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP