As páginas não podem chorar!

As páginas não podem chorar!

As páginas não podem chorar. 

**

Consegui vir à tona,
Depois do barco naufragar,
Na fortaleza de uma Dona,
Não é permitido chorar.
**
Nem sequer a água é molhada,
Nem a dor, uma lágrima,
Não é tristeza estampada,
Não é papel de uma página.
**
As páginas não podem chorar,
À noite, sem marinheiro,
Ficam à espera para sonhar.
**
E quando o farol se acende,
Vem a rede do veleiro,
Que me prende, para me salvar.
**
Cristina Ivens Duarte 2/03/2020

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Cristina Ivens Duarte

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    3700934275?profile=RESIZE_710x

  • Um Poema de Verdade, de Excelência.......Todos os versos e estrófes são maravilhosos, quantas metáforas......destaco todo o poema.....Não é gentileza de minha parte, e sim, o meu singelo reconhecimento de uma poeta amador, de uma obra bela. Um estilo....

    Parabéns estimada amiga das letras Cristina

    Abraço de Antonio Domingos

  • Que lindo!! Amei. Aplausos, para você  poeta Cristina.

  • A arte é refrigério pra alma.

    Que lindo Cristina.

    Parabéns.

  • Não tenho palavras, só aplausos – Sucumbi –  me derreti de emoção!

This reply was deleted.
CPP