Matutino

 

Estou aqui a pensar se passo manteiga no pão

ou se o deixo seco,

a minguar no deserto da boca?

Infinito-me nos prazeres diários do viver.

Deixe me olhar os prados e estender-me a guarar ao sol,

 solenemente quero respirar o universo

Quando nasci foi com a sina de sonhar,

escrito em meu DNA  dizia

(Desta Natureza Alimentará) a alma

 

 

Querida poesia

entre e sente-se

bem aqui...

neste lugar de primazia

deixa eu te refrescar

com um suco gelado

ou se preferir um bom café

não te acanhes

estava te esperando

veja o pássaro bordando

os fios do sol desta manhã

encomendei este céu

e esta brisa dançante

em meus versos

puxei a lã das nuvens

e teci as tramas deste momento

querida Poesia 

posso segurar-te em meu abraço

por longos segundos de gratidão.

 

Minhas Atividade

Jennifer Melânia replied to Edith Lobato's discussion Sarau de comemoração aos 4 anos da CPP - Casa dos Poetas e da Poesia
"Quando esquecemos de agradecer!!! Mostra da nossa fragilidade humana. Ainda bem, que no céu tem um que Deus que não esquece de ninguém. "
Mar 22
Jennifer Melânia commented on MARGARIDA MARIA MADRUGA's blog post FELIZ ANIVERSÁRIO PAMELLA MACHADO CANDEIA - CRAZYPUNK99!
"Parabéns, que sua vida seja repleta de luz, seus caminhos seguros, seu coração transbordando paz. Saúde em todos os sentidos da palavra. Meus sinceros desejos, abraços, Pamella."
Mar 22
Jennifer Melânia commented on Jennifer Melânia's blog post À Marso, minhas palavras
"Obrigada, Sam! Por convidar-me a estar nesta casa, graças  a você  conheci a Marso. Ela sempre esteve presente em minha página, abrilhantando meus escritos e incentivando- me com palavras. Gratidão por vocês  desta casa tão  querida."
Mar 9
Jennifer Melânia commented on Luísa Maria Valente Carvalho Zac's blog post Março... em sua paz
"Bela homenagem, poetisa Luísa. Suas palavras acalenta os corações. "
Mar 9
Jennifer Melânia commented on Marcia A Mancebo's blog post Marsoalex, querida amiga.
"Linda poesia, que expressa a dor da alma. Parabéns! "
Mar 9
Jennifer Melânia commented on Eneida Cristinna's blog post Março à Marso nos leva...
"Que bela homenagem a nossa, querida Marso. Parabéns poetisa,Eneida Cristina, seus versos encantam."
Mar 9
Jennifer Melânia commented on Jennifer Melânia's blog post À Marso, minhas palavras
"Bom dia, poeta Antônio.  A vida é  passageira e feliz aquele que passa e deixa boas lembranças.  Nos inquietamos com as partidas, pois faz parte de nossa fragilidade humana. Mas, vamos!! Deixemos nossos rastros poéticos por este mundo. Abraços, esti…"
Mar 9
Jennifer Melânia commented on Jennifer Melânia's blog post À Marso, minhas palavras
"Sim querida, Lilian, a Marso merece. Obrigada por seu carinho, abraços. "
Mar 8
Jennifer Melânia commented on Jennifer Melânia's blog post À Marso, minhas palavras
"Bom dia, ZK. Eu que agradeço o carinho de vocês.  Bom domingo."
Mar 8
Jennifer Melânia commented on ZKFeliz's blog post A Mar... a Marso... .
"O que dizer!!! Será estranho não ter a Marso passeando na casa, lendo, comentando, dando brilho as poesias com a arte das formatações, postando suas lindas poesias.
A saudade será grande. Abraços, ZK."
Mar 7
Jennifer Melânia posted a blog post
  Hoje, o dia ficou diferente, um silêncioPássaros se banhavam de chuvaenfileirados no muro, apenas vivendosentindo o agora nas gotas de águasque escorriam por seus corpinhos delicadosnão havia canto, apenas o momentosolene de pausa, solene de pazFo…
Mar 7
Jennifer Melânia commented on Angélica's blog post À Marso
"Uma falta imensa fará nossa querida, Marso. Que Deus nos console e nos dê ânimo para continuar está jornada. Como bem disse ZKFeliz, mais dia menos dia é o caminho de todos.
Compartilho com vocês, amigos e amigas da casa, os meus sentimentos. Meu ab…"
Mar 7
Jennifer Melânia commented on ZKFeliz's blog post Bem Dito... Bendito... ... .
"Bem Dita seja A tua inspiração.  Muito linda. Abraço "
Mar 6
Jennifer Melânia commented on ZKFeliz's blog post O Planeta dos Zés...
"Que bom que podemos sonhar com "Planetas de Marias" com um lugar que enfim o amor domine todo o mal. À  você  meus aplausos e minha admiração.  Abraços  poéticos. "
Mar 6
Jennifer Melânia commented on Marcia A Mancebo's blog post Poesia
"Ao ler estes versos entrei na cena e vislumbrei cada metáfora, cada construção  poética.  Maravilhosa poesia, meus aplausos!!"
Mar 6
Jennifer Melânia commented on pedro antonio avellar's blog post Violência que desatina, em desordenada rima.
"Triste que esta estatística  esteja cada vez maior. Belo texto. Parabéns.  Abraço "
Mar 6
Mais…

Comentarios

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.

Sobre Mim

Aniversário:

Outubro 25


1) Qual o teu nome completo?

Jennifer Melânia de Abreu Fernandes


3) Data de nascimento (não é necessário o ano)

25/10/70


4) Local de residência (apenas Cidade, Estado e País)

Planaltina/ DF


5) Mini Currículo (trabalho, experiências, gostos e ou preferências, família, produção poético-literária...).

Sou simples, complexa, comum, incomum. Tenho fases de lua, amo a vida, a natureza, as coisas vivas e as que parecem não ter vida. Amo os livros, as palavras...amo ler. Ah, sou poeta, esta é a melhor parte de mim. Amadora na arte de escrever, porém amante do que faço. Sonho lançar minha voz ao mundo e ouvi-la ecoar...


6) Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

SAM MORENO


8) Está ciente que as poesias eróticas (caso as tenha), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

SIM


9) Concorda em participar e interagir conforme possa, com os demais membros nas atividades da Casa?

SIM


Conquistas pela participação


Pontos ganhos: 29666
Recebido:
9 de Fev de 2020

Dos sentidos Orvalhados

 Por Jennifer MelâniaDos sentidos Orvalhados  ...Acredito ser mistério que a chuvaDesce mansinho e despeja tintano mundo, nos olhos do vagalumee tem mais ação nas mãos que regamas nuvens do que nos vales sem andorinhae tem mais paixão no ser que se…

Saiba mais…

Se finge o Poeta

Por Jennifer Melânia Se finge o Poeta se finge o Poetafinge tão bemque até acreditana dor que não tem se finge o Poetafinge tão bemque acrediata ter o amor que não tem se finge o Poetafinge tão bemque até pensa sero amor de alguém e nesse…

Saiba mais…

Rio de meninos

    Por Jennifer Melânia Rio de meninos...A brincar de galhosSendo folhas a balançarLançando sorte ao ventoNão sabem onde vão pararSe nas águas se misturamLavam-se em risadasSe no chão se plantamSacodem  alegrias e gritosE nos risos, até o rio está…

Saiba mais…

Ponto de luz

Por Jennifer Melânia Ponto de luz             A prescrita sorte do poetaÉ ter em mãos um destinoVer com olhos de criançaA tão pura emoção do mundoNa matéria que exala o tempoTempo que espalham outonosComo águas que já foramDeixando rastro de…

Saiba mais…

Ausência

 O trem se foiO dia se vai...Choveu poucoOrvalhou a terraO sol insiste insightAs lâmpadas artíficesVigiam o vazioPernas passaramAlguém sentou-seno banco envernizadoos carros poucos se vãonos vãos vagos do diavocê... já foido dia o sol a brilharda…

Saiba mais…

Indecisa

Já é tarde...Não podes recuarTens poucos segundosUma pena, um tinteiroE, um vazio no olharUma imagem sem almaInerte a vida...o nadaQuer desengasgar as palavrasMas, não as possuiAs mãos não se movemNão tens tristezas e nem alegriasAgora foge, eu seiO…

Saiba mais…

No fim azuis de alegrias

  A escada está posta Sobe sem presa...arredio O fim é logo ali Mais vai levando o corpo... Lentamente nesses degraus São longos nas decisões Não tropeça se há cautela Como são distantes?! No ápice tem infinitos Azuis e azuis de alegrias E de um…

Saiba mais…

Um doce espinho chamado saudade

   Nas auroras idasO sorriso ecoa e voaPor trás de tudo que foiA magia flutua e pousaEram dias de travessurasTernas brincadeirasNa fantasia das horasEu vivia a pular nos sonhosMergulhava nas cirandasA girar o céu e as árvoresTatuei os perfumes na…

Saiba mais…

Angústia

 ... Há neste navegar sem remos, vazios N’alma silente há guerras se resilindo Dentro da solidão há este ser pequeno... E na bagagem: saudade e ausência do mundo Fora está o universo conspirando Há desencontros na íris do mar Nos lábios…

Saiba mais…

Quando o amor prevalece...

Quando o amor prevalece...As tristezas abatem a almaCala o coração para a vidaE vem as lágrimas lavar da almaAs mágoas...Em soluços hesitam os sentimentosDe mosaicos vão se desfazendoE separados encontram sossegoAfago de lembranças queridasAntigas…

Saiba mais…
CPP