Matutino

 

Estou aqui a pensar se passo manteiga no pão

ou se o deixo seco,

a minguar no deserto da boca?

Infinito-me nos prazeres diários do viver.

Deixe me olhar os prados e estender-me a guarar ao sol,

 solenemente quero respirar o universo

Quando nasci foi com a sina de sonhar,

escrito em meu DNA  dizia

(Desta Natureza Alimentará) a alma

 

 

Querida poesia

entre e sente-se

bem aqui...

neste lugar de primazia

deixa eu te refrescar

com um suco gelado

ou se preferir um bom café

não te acanhes

estava te esperando

veja o pássaro bordando

os fios do sol desta manhã

encomendei este céu

e esta brisa dançante

em meus versos

puxei a lã das nuvens

e teci as tramas deste momento

querida Poesia 

posso segurar-te em meu abraço

por longos segundos de gratidão.

 

Minhas Atividade

Jennifer Melânia posted a blog post
 Por Jennifer Melânia  Tenho andado de mãos perdidasNão as culpo. São livres, e neste momentoEm que a casa me esconde, passo os diasA desorganizar-me em gavetas. Nos perfis das coisas parece que algo me escapaÀs noites olho o céu e procuro por misté…
Há 11 horas
Jennifer Melânia replied to NORMA SILVEIRA MORAES's discussion AS CURVAS DA ESTRADA DA VIDA in TemaPoesia
"Parabéns, Norma querida! Smepre bom ler suas poesias. Cheia de ânimo. Abraços."
Jun 22
Jennifer Melânia replied to antonio domingos ferreira filho's discussion Curvas in TemaPoesia
"Amei estas curvas, acho que rodopiei nelas...muito lindo! Aplausos, querido poeta! "
Jun 22
Jennifer Melânia replied to Marcia A Mancebo's discussion Pingos de orvalhos in TemaPoesia
"Há que ter esperanças sempre, poetisa! Linda e delicada poesia. Parabéns!"
Jun 22
Jennifer Melânia replied to JOSE HILTON ROSA's discussion Nessa estrada sinuosa – Brasil in TemaPoesia
"Após as curvas espera-se algo novo, muito bem, amigo poeta. Meus parabéns!! "
Jun 22
Jennifer Melânia commented on Marcia A Mancebo's blog post Sombra ofuscada
"Belíssima poesia, meus aplausos, querida Márcia. Bjim no coração."
Jun 19
Jennifer Melânia commented on Marisa Costa's blog post Desesperadamente...
"Bela inspiração, meus aplausos. Boa noite."
Jun 19
Jennifer Melânia commented on Marcus Vinicius Bertholini Rios's blog post O TEU AMOR JUNTO AO MEU AMOR
"Muito bom, poeta!! Parabéns."
Jun 19
Jennifer Melânia commented on Nelson de Medeiros's blog post O TELEFONE
"Que linda expressão poética, meus aplausos! As lembranças são quiça a inspiração mais bela diante da mudez da saudade. Abraços poéticos"
Jun 19
Jennifer Melânia commented on Jennifer Melânia's blog post Arranha-céu
"Obrigada, Márcia! Muito me alegra sua visita. Bjim."
Jun 16
Jennifer Melânia commented on Jennifer Melânia's blog post Arranha-céu
"Obrigada por vir. Meu sincero abraço. "
Jun 15
Jennifer Melânia commented on Jennifer Melânia's blog post Arranha-céu
"Boa tarde! Obriga por sua linda visita.  Seu comentário é sempre um incentivo. Abraços "
Jun 15
Jennifer Melânia commented on Jennifer Melânia's blog post Arranha-céu
"Obrigada por sua leitura e apreciação.Abraços "
Jun 15
Jennifer Melânia posted a blog post
 Por Jennifer MelâniaArranha-céu Passei a me inspirar em temas assimvoadores, às vezes, chegam e ficamapregoando um quê de prosa,de pressa, agindo na minha lentidãotem momentos de ideias prostradas,leucêmicas, quase em fase terminal:então, preciso l…
Jun 14
Jennifer Melânia e gonçalvesdelima beneditocglima agora são amigos
Mai 25
Jennifer Melânia e NORMA SILVEIRA MORAES agora são amigos
Mai 4
Mais…

Fugi de mim...

 

Por Jennifer Melânia 

 

Tenho andado de mãos perdidas

Não as culpo. São livres, e neste momento

Em que a casa me esconde, passo os dias

A desorganizar-me em gavetas. Nos perfis das coisas parece que algo me…

Saiba mais…

Arranha-céu

Revelação: 04.04.10 - O olhar

 Por Jennifer Melânia

Arranha-céu

 

Passei a me inspirar em temas assim

voadores, às vezes, chegam e ficam

apregoando um quê de prosa,

de pressa, agindo na minha lentidão

tem momentos de…

Saiba mais…

Eu, pessoa verbal!

Resultado de imagem para imagens de saudade

Por Jennifer Melânia

 

Em primeira pessoa, eu era pequena

A vida se fazia no presente...era a história

Um amanhecer de alegria enfeitado por sentimentos

E emoções tão precisas quanto a imagem do…

Saiba mais…

Comentarios

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.

Sobre Mim

Aniversário:

Outubro 25


1) Qual o teu nome completo?

Jennifer Melânia de Abreu Fernandes


3) Data de nascimento (não é necessário o ano)

25/10/70


4) Local de residência (apenas Cidade, Estado e País)

Planaltina/ DF


5) Mini Currículo (trabalho, experiências, gostos e ou preferências, família, produção poético-literária...).

Sou simples, complexa, comum, incomum. Tenho fases de lua, amo a vida, a natureza, as coisas vivas e as que parecem não ter vida. Amo os livros, as palavras...amo ler. Ah, sou poeta, esta é a melhor parte de mim. Amadora na arte de escrever, porém amante do que faço. Sonho lançar minha voz ao mundo e ouvi-la ecoar...


6) Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

SAM MORENO


8) Está ciente que as poesias eróticas (caso as tenha), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

SIM


9) Concorda em participar e interagir conforme possa, com os demais membros nas atividades da Casa?

SIM


Conquistas pela participação


Pontos ganhos: 32008
Recebido:
9 de Fev de 2020

Se finge o Poeta

Por Jennifer Melânia Se finge o Poeta se finge o Poetafinge tão bemque até acreditana dor que não tem se finge o Poetafinge tão bemque acrediata ter o amor que não tem se finge o Poetafinge tão bemque até pensa sero amor de alguém e nesse…

Saiba mais…

Um doce espinho chamado saudade

   Nas auroras idasO sorriso ecoa e voaPor trás de tudo que foiA magia flutua e pousaEram dias de travessurasTernas brincadeirasNa fantasia das horasEu vivia a pular nos sonhosMergulhava nas cirandasA girar o céu e as árvoresTatuei os perfumes na…

Saiba mais…

Quando o amor prevalece...

Quando o amor prevalece...As tristezas abatem a almaCala o coração para a vidaE vem as lágrimas lavar da almaAs mágoas...Em soluços hesitam os sentimentosDe mosaicos vão se desfazendoE separados encontram sossegoAfago de lembranças queridasAntigas…

Saiba mais…
CPP