Breves lampejosđŸ”„đŸ’§

Breves lampejos

 

O silĂȘncio que nos devora a alma

Estamos pesarosos sobre o porvir 

Reféns dos enganos e dos traumas

Deixamos o medo nos engolir 

 

O que serĂĄ,que serĂĄ...que vai ficar

Depois de tantas horas e desencontros

O coração saberå o amor indentificar?

Ou chorarão eles também nosso pranto?

 

Eu que na poesia nĂŁo sei expressar

A amargura desses dias de descaso 

Fico buscando palavras e mensagens

Para tentar dizer o que sei do caso

 

Almas maculadas pelo Ă­mpio desejo

Incentivaram cenas, criaram enredos

Eis que uma pedra silencia os mesmos

Recorro a palavra em breves lampejos 

 

 

Lilian Ferraz

19/02/2024

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentĂĄrios –

Para adicionar comentĂĄrios, vocĂȘ deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

ComentĂĄrios

  • Gestores

    Sempre muito apreciado. Aplausos.

    • đŸŒčđŸ’“đŸŒ·đŸŒ»

  • Merecido destaque nesta belĂ­ssima poesia de ExcelĂȘncia

    Lampejos de inspiração inspirada 

    Um belo momento poético

    Parabéns amiga Lilian 

  • Um maravilhoso poema! ParabĂ©ns amiga Lilian!

  • Realmente estou no meio de "Feras" do futebol da escrita e eu — um perna de pau — kkkkkkkkkkkkkkk! Ou, eu fico bom, ou continuo um rascunho de poeta.

    Brincadeiras a parte, parabéns Lia musa da escrita.

    Sou teu fĂŁ amo ler-te amiudamente.

    #JoĂŁoCarreiraPoeta.

  • BelĂ­ssimo poema, Lilian, digno de aplausos e destaque. 

    DESTACADO

    Bjs

    • 12125793293?profile=RESIZE_180x180

This reply was deleted.
CPP