Gestores

C É U S-Z I N F E R N O S

 

7576510686?profile=RESIZE_584xC É U

Z I N F E R N O S

 

Eu sou o Amor... Abra a Porta Alma!
Quero te mostrar o Paraíso
Quero te mostrar que ter juízo
Não significa se privar de um só prazer
Muito menos eliminar o Ter pro Ser
Quero te mostrar que ter pudor
Não é prova que comprova ser decente
Pois o indecente é se esquivar ao amor!

 

Abra a Porta Alma – Sou a Paixão!
Sou eu quem faz vibrar o seu coração
Sou eu que às vezes chamas de loucura
De sua sede de amar sou sempre a cura
Que não raro, te libero a ser impura
Que te ensino a dizer Sim e nunca Não
Que reviro os seus olhos com tesão!

 

Sou a Felicidade Alma... Deixe-me entrar!
Uma vez estando em ti – serás amada
E amarás sem pensar que está errada
E em cada dia eu me aumentarei em ti
De tal forma que nunca envelhecerás
E um futuro bem feliz é o que terás
E mais que isso, SER feliz é o que serás!

 

Sou o Ciúmes Alma – Agora vou entrar!
Venho a mando da Paixão que te devora
Sem passado – sem futuro – sou o agora
E sem mim, sua relação com seu amado
Com o tempo se tornará uma caretice
sem importar o que se fala ou quem disse
E morrerás na tal mesmice da mesmice

 

Confie em Mim Alma deixe-me entrar
creia em mim pois Sou a Confiança!
Habitando em seu ser sempre terás
Os belos sonhos quais os de u’a criança
E por mais que possam haver problemas
Em ti nunca comigo faltará a esperança
Não terás medo de seu Amado perder
E com certeza, muito mais amada vai ser!

 

Estou em ti Alma – sou a permissividade!
Podes agora fazer tudo de sua vontade
Em meu nome e de sua excelsa liberdade
Pode até navegar na promiscuidade
Esquecer o que chamam de ter recato
Liberar seu instinto animal e sexual
Sem pensar que isso seja errado ou mal!

 

Alma – Deixe-me entrar – sou o Perdão!
Não é porque estou em ti que pode errar
Mas Humana – sabes que isso acontece
E para que não carregue a nefasta culpa
Que maltrata e faz sofrer um coração
Sempre poderás me usar e aprenderás
Como serás mais feliz dando o Perdão!

 

Possessividade eu Sou. Deixe-me entrar
Alma que nesse corpo faz morada!
De que adianta Você viver até morrer
Passar a Vida, sem dizer - Você É meu!
Mesmo quando a sua voz só virar tosse
O seu Amante, será SEU e – sua posse
Que dominarás segundo seu bel prazer
Fazendo Amor, quando lhe apetecer!

 

E nessas falas que Minh’Alma junto com o corpo
Se debatiam nas contradições das Dualidades
Alguém bate à Porta, e com a Voz mais sensual
Que ultrapassa todas as barreiras do bem e mal
Ouve-se a Voz:

 

- Sou o Amor... O Amor do Amor
– Deixe-me entrar Alma - E por favor,
deixe sempre a Porta aberta doravante
O Amor Primeiro que entrou em seu coração
Lá fica preso sem eu que sou o Amor em Ação!

 

Terás na Vida muitas vezes que mergulhar
Nos 9 Circulos de seu Inferno que é particular
E dentre gemidos dos prazeres mais desejados
Sentirás na pele o fogo com terríveis dores
E ainda assim, estarão contigo todos os amores
Onde se inclui o maior Amor que vivenciou
E que no fundo foi quem pra lá te mandou!

 

E como se livrará do fogo de seu Hades particular?
Onde estarás no maior flagelo e indescritível Dor?
Ah... Saibas que lá é que encontrarás a ELE - Deus
Te dando a mão ELE – que É “O Inventor do Amor”!
... ... .
Ins-Piração: Zeca Feliz Avelar

Relato das viagens de DantZK

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –
Gestores

"Vamos disseminar as Sementinhas de Amor pelas Estradas de nossas vidas!"

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Zeca Avelar

    uma explanação da luta que cada pessoa vive,nossos pensamentos ora vai ao caminho do bem e ora vai ao caminho do mal.a nossa sorte que neste duplo pensamento,pensamos e pedimos a DEUS,o livramento

    atenciosamente

    davi/guardião do amor

  • Um texto com facetas religiosas da briga do Bem contra o Mal, O Bem contra o  Pecado. Céu e Inferno.Os movimentos dos Deuses pagãos embelezam o texto.

    Os sentimentos duais do der humano com suas imperfeições estão bem claras no texto, que poético deixa margem para outras interpretações.

    Uma criatividade que detona na alma e explode nos pensamentos e palavras concatenadas

    Nem sei como elogiar. Direi... Adorei a poética, a criatividade desta publicação e a bela apresentação

    A música de Bob Marley, No woman no cry, já ouvi muito com Erick Clampton

    Parabéns Zeca Feliz

This reply was deleted.
CPP