CHORO...

  1.  

As vezes choro de falsa felicidade,
Outras de dor... outras pelas decepções
Choro por ter sido alvo de maldades,
Por todas as minhas perdidas ilusões...

O choro alivia, o choro dói, faz pegar no sono...
Chorei por ter perdido um anjo amigo
Pelo amor que se foi e não voltou...
Pelo beijo na face de um inimigo.

Chorei sentindo a alma desmanchar sem sentido...
Pela perda do vizinho que se fez tão querido.
Chorei contando meus ais as mudas paredes
Enquanto ouvia o navio no porto se despedindo;

Choro quando junto as mãos para orar pelos filhos,
Pela filha da minha filha, pelos meus parentes.
Choro por sentir as dores do mundo (tantas dores) ...
_Quero um dia chorar de felicidade e colecionar sorrisos.

Luly Diniz.

 

 

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    10759164285?profile=RESIZE_400x

    • Obrigada Angélica, feliz por ter comentário, bjs...

      Luly 

  • Que bonito poema, Luly!

    Bejus, amiga.

    • Olá Júlio César,  obrigada por comentar, feliz ter vc aqui, abraços...

      Luly

  • Oi Luly:

    Chorar as vezes pode até nos fazer bem, por isso, enxugamos as lágrimas da discórdia, da infelicidade e das demais, por isso,Luly, chorar as vezes faz bem.

    Lindo demais!

    Abraços

    JC Bridon

    • Ah! JC Bridon, vc é um afago na alma, obrigada por comentar amigo, abraço...

      Luly

  • Maravilhoso poema,Luly!!!

    Parabéns.

    Bjs 

    • Obrigada Marcia,

      Luly

  • Belo Poema amiga Luly. .

    Abraços

    Antonio 

     

    • Agradeço por comentar, muito obrigada!

      Luly

This reply was deleted.
CPP