Clandestino

 

5779104485?profile=RESIZE_400x

 

Clandestino

 

Meu destino?
Quem sabe!
Sem roteiros
Nunca é tarde
Aventuras
Quem sabe!
Liturgia da idade
Frenesi na mente
Lugares distantes
Meu destino?
Quem sabe!
Comboio de anseios
De um coração
clandestino e guerreiro.

 

 

Lilian Ferraz

09/06/2020

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Lilian Ferraz

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Tentando descobrir, navegando e testando 6008315881?profile=RESIZE_400xnos meandros desta casa reli este poema. Mas, como penso que destino é coisa que a gente faz em grande parte, tenho certeza que a poeta, com este texto que alguma coisa de pessoal tem, pode alcançar o destino que lhe aprouver. De toda forma, reitero meus parabéns, pois é uma bela poesia em seus versos certeiros e muito bem expostos.

    Parabéns.

    Meu abraço

    • Olá, fico muito agraciada e lisonjeada pela releitura e apreciação. Abraços

  • Dizem que nos pequenos frascos se encontra os melhores perfumes, disso eu não sei...

    Mas sei que em poucas palavras temos um inspirado e belíssimo poema

    " Quem sabe de seu destino: Escolhas, Fortuidade, sorte e o seu sem destino"

     

    Parabéns por sua inspiração

    Abraços de Antonio

    E de quem? De Lilian Ferraz  

     

    • Fico agradecida com seu carinho e apreciação. Um grande Abraço

  • Parabéns, Lilian!

    Uma pérola de poema.

    Bjs

    • Grata, carissima poetisa. Bjs

  • Lilian uma linda poesia

    gostei de ler meus aplausos abraço...

    • Grata, carissima poetisa. Abraços

  • OI POETISA LILIAN 

    DESTINO VOCE DESCREVEU BEM QUEM SABE !

    • Muito grata pela sua nobre e simpática visita.

This reply was deleted.
CPP