Completamente Nua

5227934098?profile=RESIZE_710x

"Completamente nua"

**

Nem uma gota de esperança
ficou da colheita de Maio, 
apenas lágrimas de orvalho, 
e um caule pertencente ao passado.
A luz incentiva a fotossíntese, 
e a metamorfose esconde-se
sob o olhar da planície que, 
envergonhada borbulha olhares
cheios de mistério e vazio.
Desmistifico todo o sentimento
de solidão, em que haja o gosto
de se estar só, por alguns momentos, 
apenas com as nossas memórias.
Dar a mão ao vento e acenar
ao tempo, para que pare e escute
o som do silencio.
Aqui até a calmaria tem voz, 
que grita com gestos mudos, 
em direcção a nós.
Voam sombras e olhares, 
ciscos que interrompem o pestanejar, 
da admiração do infinito.

Cristina Maria afonso Ivens Duarte

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Cristina Ivens Duarte

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    Belíssima obra poética!! Parabéns Cristina!!

    DESTACADO!! 

  • Lindo, amiga! Introspectivo, solitário, triste, mas deveras, lindo! Bastante bucólico, por certo.

    Amei!!! Que bom ler-te!

    Beijos!

    Nina Costa

    • Encantada com a sua presença, cara amiga Nina. Muito obrigada pela sua leitura e apreciação, beijos de além mar. 

  • Belo amiga poetisa, belo!

    • Cara amiga Luciana. Gostei muito de a ver aqui. Muito obrigada pela sua leitura e apreciação. Beijos e abraços de além mar. 

  • Belo poema! aplaudindo em pé.

    • Muito obrigada pela sua leitura e apreciação, bem haja caro poeta Sandro Roberto. 

This reply was deleted.
CPP