Dar-lhe-ia o paraíso

 

Dar-lhe-ia o paraíso


Dar-lhe-ia o paraíso se a mim me fosse possível!
Não me leve  a mal se o meu sentimento extrapola o pólo do sol poente; polo com acento
não há mais quem  agüente, tampouco, esse  trema, que como  eu ainda  trema  um  pouco,
pois, nesse  crepuscular  o  meu velho  coração crescente, pergunta mouco: Onde se encon-
tra  meu bem? Vivemos tanto  tempo o  mesmo  tempo  de antanho, portanto, o meu amor
estranho aumenta vindo desse tempo  ausente. A luz do firmamento é  tão  ínfima perto
desta santa  lembrança, pois, o seu coração resplandecente, esquenta a minha pobre
memória carente. Somente as velhas lembranças  acalentam-me, enlouquecem-me,
e aquecem-me, e a dúvida permanece: Onde está você? Somente agora sei avali-
zar a sua presença em formato de ausência, mas  nada  mais dá pra fazer a não
ser, saber: onde está você? Hoje o meu melhor companheiro é o seu velho tra-
vesseiro com o seu cheiro conservado pelo meu pensamento esgarçado. Em-
bora, seja meio triste-engraçado, quando  acordo e olho ao lado vejo o aman-
tíssimo Pedro, o seu velho gato rosnando, posto deva estar agradando-o com
aquele antigo amor profano, causador do meu ignorante ciúme ao sentir o seu
extrassensível  perfume...  Cadê você,  afinal;  onde  foi que chafurdou?
Deixe-me  dormir, acordando para novos  encontros com você, somente
assim poderei sentir o seu calor musical, colorindo com o mais odorífico
amor o sonho desse moribundo e velho trovador mortal! Estou pensando
seriamente em não mais acordar...

  
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    50670899?profile=original

    •  

      Angel querida, grato pelo maravilhoso

      e pelo poster tão generoso.

      bjs.

  • Gestores

    Honrado por fazermos parte desta Casa de Poetas e Poesias, envio minha e Nossas Reverências ao Escritor - Poeta e Artista!!!

    gaDs

    50537725?profile=original

     

    •  

      Caro ZEKFELIZ, confrade  de parnaso virtual, grato, pelo  arraso  no  trabalho digital
      o qual me deixa envaidecido, porém, enternecido e  honrado ao  pertencer ao quadro
      de poetas encantados. Espero  você  sempre ao meu lado.  Aquele abraço imaculado.

      jbcampos

This reply was deleted.
CPP