Inspirações

Diálogos (number 1) Marcela e Vitor

 

Resultado de imagem para retórica

 

 

 

Diálogos (number 1) Marcela e Vitor

 

-Entre Marcela, fique a vontade, café, chá, suco...

-Nada não Vitor, estou é agoniada , estressada, confusa...

-Relaxe amiga. Tudo passa.Está com problema no trabalho

-Que nada, lá tive até uma promoção, vem é mais trabalho, ufa...

-Tudo bem então, se eu puder te ajudar...

-Não sei não, é assunto pessoal, não sei o que pensar

-É... Você está linda como sempre, mas confesso, que um pouco abatida e ansiosa...

-Vitor, tem certos assuntos que a gente tem de resolver sozinho, na solidão mesmo...

-Você é quem sabe... se quiser um ombro amigo, estou aqui.

-Desculpas, não é falta de confiança em você, Vitor, sempre nos demos bem...

-Ótimo, eu também confio em você , sou aquele amigo bem sincero...

-Obrigada, acho que vou aceitar aquele café...

-Um instante, vou a cozinha e logo te trago um fresquinho...Olha aqui o cafezinho... Marcela você está chorando...Vá, toma o café, vou buscar uma água antes.

-Desculpas Vitor, não segurei as lágrimas...

-De forma alguma, nada de escusas , fique tranquila, quer ficar sozinha aqui na sala, eu vou para o quarto...

-Fica na sala, já estou sozinha e abandonada faz muito tempo. Marcos tem uma amante, aquele cachorro safado. Não me procura mais com  a frequência que era, sempre distante, seu comportamento está diferente, as falsas viagens a trabalho em finais de semana é uma tortura, não tem o planejamento de seu horário como antes, estou sofrendo muito...

-Marcela, você tem uma prova real. Já o viu com outra mulher aos abraços e beijos, já deu um flagrante consistente, você vasculha o celular dele, faz revistas nas roupas dele, você o segue pelas ruas, já contratou um detetive particular...o que tem de verdade para você afirmar que Marcos te trai, o vejo como um marido fiel...

-Vitor, nada disso, é uma intuição feminina, eu sei que ele me trai e pronto

-Marcela, ainda bem que você não tem provas...

-Porque Vitor, eu não preciso de provas, mas mesmo se tivesse elas, nem sei o que faria de minha vida, eu amo o Marcos, meu homem...

-Marcela, você precisa de um tratamento psicológico, está doente, doença de ciúme,de insegurança, de confiança...

-Eu confio em muita gente, amigos, colegas de trabalho, minha visão não é doentia...

-Já vai Marcela, fique um pouco mais..

-Não, eu tenho de ir agora, Vitor, obrigada pelo apoio...

-Vá com Deus. Dê um abraço apertado e um beijão no Marcos, pergunte a ele qual é o novo número do celular....

-Vitor! que celular....

 

 

Sem Fim

Antonio Domingos

11 de março de 2019

 

 

-

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    3657908?profile=RESIZE_710x

  • Gestores Adm

    O que mais se ver na socidade é o poder de persuasão de tudo o que nos cerca.

    Aplausos!

    • Prezada Edith

      Muito grato por sua leitura e pertinente comentário.

      "Pensando alto por suas observações, disse em voz alta: Edith é extremamente esclarecida e atual. Vou ler uma poesia dela.Li uma belíssima Poesia e arrisquei um comentário pessoal. Aí, fiquei chateado, a bateria do celular acabou.Puxa vida! Perdi! "

      Bem.Lerei novamente e farei comentários singelos, mas, no computador.

      Parabéns Amiga

      Abraços

      Antonio Domingos

       

  • Excelente aplausos abraço 

    • Prezada Meire

      Seu comentário é um incentivo para este aprendiz das letras.

      Muito obrigado e abraços

      Antonio Domingos

  • Belo texto!

    Parabéns!!!

    • Feliz estimada Marcia pela leitura e comentário.

      Obrigado amiga

      Antonio Domingos

This reply was deleted.
CPP