DOR DO DESPREZO

Do desprezo a dor chega forte
Embaralhando o sentimento
Deixando a sensação de morte
Consumindo todo meu pensamento

Amargura é a minha grande sorte
Deixando a minha alma em tormento
Coração com profundo corte
Se diluindo com o lamento

A tristeza é o meu passa porte
Para a viagem do meu sofrimento
Deixando-me perdido entre o sul e norte

Sendo infeliz todo momento
Desejando a eterna morte
Para aliviar todo sofrimento.

Sandro Pereira

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    Ser desprezado em qualquer circunstância é terrível.

    Poema muito amargurado.

    • Saudações Poeticas !

      São sensações que as pesias transportam!

      Obrigado pela leitura!

      Um abraço fraterno!

  • A Dor do desprezo é mais dura que a dor de quem interage com vozes contudentes e de contrariedades

    Parabéns caro Sandro pelo tema e lindo poema

    antonio

    • Saudações Poéticas!

      Obrigado pela leitura e  os parabéns!

      Abraços fraternos! 

This reply was deleted.
CPP