Duas partes

Uma parte do que sou
Você irá encontrar
Na turbulência do globo
Ou na mansidão do mar

E sendo filho da água
Em seu remanso reflito
Olhe-me pelo espelho d'água
Desague em mim seus conflitos

Ah! Também tem outra parte
Lá você irá me encontrar
Sim! Eu sou filho do fogo
E a sua dor irei abrandar

Sim, eu sou filho dos astros
E como eles descortino
Se na luz sou transparente
Da noite me fiz destino

Pelo brilho dos seus olhos
Onde o poder se reproduz
Alimento único e preciso
Bem vindo da sua luz

Parte plena do que és
Onde eu irei  te encontrar...
Seja na mansidão do Globo
Ou na turbulência do mar

 

(Petronio)

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP