Inspirações

Fab...Felicidade ( Dueto Pai e Filho) ...AD

Resultado de imagem para filho esquizofrênico com seu Pai

Fab...Felicidade ( Dueto Pai e Filho)...AD

 

Fab...       Felicidade é minha vida

Fab...      Vida minha

Fab...      Tão grande é minha alegria

AD...        Em todos os dias de sol e chuva

Fab...       Durante as quatro estações

Fab...       Primavera estação das Flores

Fab...       Verão estação do sol iluminando

Fab...       Outono estação do vento ariando

Fab...       Inverno estação de frio resfriando e amenizando e vivendo como todo vivo e nada morto

AD...        Morto está o Mar Morto-vivo de sal salgado fluviando

Fab...       Da  felicidade da vida salinidade  estamos com vida e nada morto

AD...        Entre o coração e a razão, a razão do coração

Fab...       Hoje, amanhã, sempre viveremos e não mais morreremos

Fab...       Porque um dia nós iremos ressuscitar para viver no paraíso para   sempre

AD...        Renasceremos das cinzas e da escuridão

Fab...       Tudo é tudo vida,  e,  nada e nada é como se fosse ...a falta de existência de tudo tudo

FIM

 

Poema em dueto: com...

Pai (Antonio Domingos) e Filho (Fabrício M.D. Ferreira)

Versos marcados com Fab... são do Fabrício e marcados AD... são de Antonio Domingos

21 de Outubro de 2019

 
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores Adm

    Um excelente dueto.

    Aplausos pela parceria.

     

    • Cara Edith,,

      Agradecido de coração fraterni por sua atenção poética para com  este aprendiz de Poeta.

  • Lindo!  Pai e filho merecem parabéns.

  • Todos os momentos em nossas vidas são mágicos, e cabe a cada um de nós torná-los mais marcantes. Cumprimentos aos dois, aplausos, um dueto que vai ficar para sempre.

    • Verdade caro Sam Moreno, ficar para sempre. Gosto demais de suas obras e você se mostra um dos melhores comentaristas deste site.Muito sensato, lucidez, e bom senso.

      Parabéns, Obrigado,Abraços de Antonio;

    • Caríssimo poeta antonio o comentário que fazemos aos textos, só será bem-feito se tivermos total interesse na inspiração concebida que conduziu o poeta a escrever o seu poema. Não há nada mais gratificante que um comentário bem ilustrado, isso estimula e eleva os nossos escritos. Um grande abraço – agradeço as suas afetuosas palavras.

  • Feliz com seu comentário amiga Poetisa Eudalia.Obrigado,

    Os versos foram escritos no site do CPP sem revisões, de improviso.Faço questão em comentar este detalhe,Costumo quando possível, com inspiração a tona,escrever de improviso.

    Eu sou cuidador do Fabrício, 43 anos, meu filho inimputável, portador da terrível doença mental, a esquizofrênia que se apresentou a ele e a família quando  tinha 16 anos, data em que foi internado pela primeira vez,diante de uma crise severa.Resiliente à medicações.

    Inteligência,astuto, péssimas notas escolares,memória de elefante, criatividade, QI altíssimo. Infelizmente a doença aniquilou seus sonhos.Mesmo sob fortes crises, completou o 2o. Grau, aprovado na Faculdade Moacir Bastos fez dois períodos de 6 meses cada, curso a noite, Administração de Empresas.Grogue de sedativos (Amplictil 100 mg e outros) ainda assim ensinava aos seus colegas de turma!!!Eu e/ou a Mãe levávamos e buscávamos ele na Faculdade todos os dias úteis;

    Um excelente jogador de futebol, a família o levou para treinar no Fluminense, Bangu, Portuguesa, Botafogo e Campo Grande.As crises psicóticas lhe tiraram estas oportunidades.

    Dançarino amador ganhou alguns concursos de dança nos subúrbios cariocas. Bom de skate, bom de natação,bom de voleibol,de tenis de mesa, bom de atletismo, com tres faixas de judo, tres faixas de Kung Fu ( até salto mortal aprendeu) , aprendeu a dirigir sozinho (por vezes pegou meu carro e dirigia em alta velocidade),

    Tentou-se ao máximo em fazer dele uma pessoa com autoestima e útil em alguma profissão ou esporte, mas não deu.

    Aprendeu a ler e escrever sozinho observando a irmã mais velha estudando, escrevia espelhado da direita para a esquerda, futebol com as duas pernas, ambidestro, comia com a esquerda, usava a tesoura com a esquerda, que complicado.

    Obrigado amiga por apresentar-lhe meu filho, também, um poeta amador, que bom!

  • Antonio domingos belissimo

    dueto gosto de duetar e ler também para aos dois abraço...

This reply was deleted.
CPP