Fui vendaval...

Fui vendaval...

Fui vendaval...

Com tamanha dor seguirei meu caminho
Deixando pra atrás os momentos bons
As noites de amor e volúpia no ninho,
As boas lembranças da grande paixão.

Com braços cruzados recordo carinhos.
Com a alma tristonha e sem mais ilusão
Seguindo chorando juntei pedacinhos.
E levo comigo a cruel solidão.

Verei madrugadas nas trilhas seguidas,
Verei que sou nada com sonhos ao leu,
Que fui vendaval e morri nos teus braços.

Incríveis momentos e boa acolhida,
Eu tive a seu lado o azul todo do céu.
Partindo sem rumo desenho teus traços!

Márcia A Mancebo
23/01/21

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Obrigada Antônio

    Um abraço

  • Linda recordação, tipo uma boa saudade, em lindos versos, belíssimo Poema

    Parabéns amiga Márcia por esta proveitosa publicação

    Abraços de Antonio

    • Obrigada, Antônio. 

      Um abraço 

This reply was deleted.
CPP