Inspirações

História de Amantes

 

 

Há uma paz indomável
dormitando em sua alma
efervescente, porém, de amor...
Um instinto incontrolável
remove seu corpo, e espalma,
um gesto de delírio e fervor

Minha língua o seio percorre
pontiagudo e morno de paixão
Invioláveis segredos armazenados
à luz de uma vela, ora vive, ora morre!
Lá fora chove, de repente um clarão
realça o contorno - estamos abraçados -

Em nosso peito, bate um só coração
achamo-nos incrivelmente imantados
Aflora o fogo ardente, tudo é chama
beijo o ventre vibrante , tenro e macio
seus beijos são ávidos, sua boca clama
por minha pele, enquanto a acaricio


Palavras saem soltas, livres, sem nexo
poemas de amor antes jamais editados
e nossas mentes flutuam soltinhas no espaço...
Em evoluções contínuas, possuo o seu sexo
respiração ofegante, nossos corpos suados
um irreprimível gozo explode num amplo abraço...

 

 

Rui Paiva

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP