Imortal ...

Imortal ...

IMORTAL ...

Quero (é o meu grande empenho)
fazer um desenho;
deixa que eu modele
do teu corpo em torno,
do meu o contorno
nesta tão macia tua pele...!

Deixa que eu então traduza
como quem folhas em branco usa
do teu corpo-caderno;
sente enquanto minha mão imprime
o significado do sentimento mais sublime
que é imortal, é eterno...!

"Amo-te" essa banal frase e tão enigmática;
quero que sintas na prática,
e saibas que ela se diferencia das demais...!
Quero que tu docemente aos meus ouvidos
a sussurre entre gritos e gemidos
dizendo: "amor, quero mais" ...

Veste-te (amada minha) de um vestido
que outro igual não encontrarás; tecido
com fios delicados, e que modele
teus contornos; e verás (fica certa)
que foi feito na medida certa
pra o teu corpo... A minha pele...!

O leito é o cavalete, minha bela;
o lençol, a tela;
vamos retratar uma história de amor transcendental...!
Deixemos para a posteridade
a prova de que o amor, na verdade
é sublime, eterno... é imortal...!

****************

(Geraldo Coelho Zacarias)

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Mas que lindo, maravilhoso verdar poeta Geraldo, meus parabéns por tão bela obra... Paz e luz!

  • Gestores

    8605206473?profile=RESIZE_710x

  • Poeta Geraldo poesia

    de puro encantamento meus aplausos...

  • A arte sendo inspiração sublime da Vida  neste enredo amoroso. Parabéns pela insipração. Abraços  afetuososos

  • Gestores

    Uau! Sensacional!

    "e verás (fica certa)
    que foi feito na medida certa
    pra o teu corpo... A minha pele...!" 

  •  

    Parabéns, Geraldo!!!

    Belíssimo poema

    Um carinhoso abraço

This reply was deleted.
CPP