Insegurança

Ver a imagem de origem

 

Insegurança

Caramelizei meus dedos

Para acariciar seus lábios

Abracei o luto do momento

Para abraçar seus braços

Esconder minha aridez timidez

 

Emudeci as palavras de amor

Para manter o terror silencio

Interpelei minhas turras dúvidas

Para amar-te com minha paixão

Esconder minha aridez timidez

 

Viajei no vazio do espaço muscular

Para não ofender a virgindade

Busquei em seu corpo a temperança

Meus pensamentos soltos a mudança

Esconder minha insana insegurança

 

Fim antonio domingos 22/01/22

Votos 0
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • No poema descrevestes a insegurança de uma forma especial. Muito lindo!

    Parabéns, Antonio!

    Um abraço

  • Um texto concentrado na dificuldade do ser em se expressar e se tornar realmente quem o é... felicitações. Abraços

  • Gestores

    Meus aplausos Antônio! Realmente maravilhoso! 

This reply was deleted.
CPP