Inspirações

Lamento aos desvalidos

Dentro dos alojamentos

Apenas silencioso lamento

Prantos copiosos

Lamúrias caladas

Vozes silenciadas

por um riso odioso

Seres famintos consolam-se

em suas camas

de palha imunda

Alguns não verão

Um novo amanhecer

Pois, a Dama da Morte

Virá em seu consolo

Atendendo ao apelo silencioso

E o alvorecer trará consigo

A ansiada libertação

Pelo eterno perdão

(By Antonio Trovão)

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Antonio de Jesus Trovão

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores Adm

    Essa mácula na história da humanidade nunca se apagará.

    Triste demais.

    Aplausos!

    • Muito obrigado, Edith Querida!!!!

      134346730?profile=RESIZE_930x

    • Querida Angel, essa mácula ainda permanece em países como o Afeganistão, a Síria, a Palestina. Os terrores do Estado Islâmico e do Boko Haram, e a intolerância que, atualmente, grassa na Europa. Muito obrigado pelo elogio.134372893?profile=RESIZE_930x

  • Gestores

    Uau!!! Mais um texto preciosíssimo!!!

    Essa mancha na humanidade ainda permanecerá 

    por muito tempo, infelizmente!

    Parabéns Antônio!

    133770710?profile=RESIZE_710x

  • This reply was deleted.
This reply was deleted.
CPP