Minha estrada. ( Glosa)

Glosa

Mote
" Lembrando o passado revi meus amores
Molhando meus trapos tão cheios de vãos."

Minha Estrada

Na estrada espinhosa deixei minhas dores
Seguindo com calma, chorei de saudade.
Sensata, aceitei do viver, a verdade.
LEMBRANDO O PASSADO REVI MEUS AMORES
No choro afaguei todos meus dissabores.
Paisagem tristonha com pó de montão
Com mãos calejadas limpando meu chão
Chapéu na cabeça pra não me molhar
Da chuva do norte que já vai chegar
MOLHANDO MEUS TRAPOS TÃO CHEIOS DE VÃOS.

Márcia A Mancebo

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    Espetacular glosa.

    Apluaos!

    Destacado!

    • Obrigado querida mestra!

      Bjs

  • Um Glosa como Forte Mote e forte Poesia e linda Poesia

    Parabéns amiga Márcia por mais esta publicação

    Abraços de Antonio

    • Obrigada Antônio

  • Gestores

    Belíssimo, Márcia.

    Agrada os olhos e a mente.

    • Obrigada amiga 😘😘😘

This reply was deleted.
CPP