NATAL

Não sou fã do Natal

Pois a tristeza com certeza vem morar no meu coração;

Faz me lembrar dos tempos difícies

Falta de comida

Falta de carinho

Apenas a canção  Jingle Bell

Martelava na rádio

E eu sozinho no banco de madeira

Vendo as crianças todas alegres.

Meu sapato furado

Minha meia furada.

Camisa toda remendada,

E as luzes mortiças piscando no entrecorte da janela do vizinho.

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • obrigado amigos

     

  • Gestores

    2569466?profile=RESIZE_710x

  • Parabéns amigo Gonçalves por sua linda publicação.

    Difícil entender o ser humano desde os seus primórdios.

    A violência e a ganância vem de muito longe.

    Óbvio que milhares e milhares de pessoas são cidadãos do bem.

    Notícia boa não dá audiência e nem lucro.

    Fui criado na roça com todos os sentimentos que estão em seus versos.

    A pobreza de minha época não era absoluta.Pobre vivia com dignidade.

    Vizinhos eram amigos, compadres e comadres.

    O que vemos hoje nos dá saudade do passado.

    Obrigado Abraços de Antonio Domingos

  • Gestores

    Realmente o NATAL é uma data mais triste do que alegre.

    Temos mais pobres e miseráveis do que abastados.

    Há muita desigualdade entre nós viventes.

This reply was deleted.
CPP