Inspirações

Noite de arco-íris

Aonde estaria eu naquele momento?
Tanto tempo caindo talvez tivesse esquecido
A direção contrária das imagens e oportunidades perdidas
Certamente ainda muito longe de onde deveria
E mais ainda de onde gostaria
Aonde eu estaria naquele instante?
Se eu abrisse os olhos, será que eu lembraria?
Se eu tirasse o capuz conseguiria olhar para mim mesmo?

Fechei os olhos clamei ao vento
Leve-me contigo não quero esperar por mais outro dia
Seja minhas asas permita-me...voar
Ali nascia uma amizade diria quem sabe cumplicidade
Sonho e ousadia
E eu pude ouvir pela primeira vez o que ele me trazia
A lição inicial chamava-se humildade

No carinho das nuvens pude reconhecer do que são formadas
Ali encontrei tantas lágrimas evaporadas
Pude ver as minhas
E o vento me confidencia que nas chuvas ou no orvalho
Elas retornam ao nosso encontro
Trazendo as respostas que ainda não aprendemos a compreender
E o conforto e agradecimento pelas que levaram alegria
Em minhas mãos gotas que representavam antigas dores
Lágrimas que a misericórdia de Deus transformava em aprendizado

Lá em cima era atingido pelo aroma das flores
Pelo perfume de tantas
Poesias e Poetas
Pelo brilho dos olhos de cada criança
Miados e latidos, a revoada de pássaros por sobre a maresia
Pela segunda lição que o vento me trazia

Lembro que na infância as nuvens me divertiam
Eram aquelas imagens que invadiam a mente fazendo-nos sorrir e criar
Hoje posso senti-las novamente
Talvez uma diferente melodia me fazendo entender a importância do perdão
Ah perdoem-me então e por trazer novas lágrimas
Mas é tão linda essa canção que toca diretamente em meu coração
Acho que é a “sua canção”... e pude perceber que o vento sorria

Já anoitecia se aproximava a tempestade
Tolo me encolhi e quase despenquei
E compreensivo o vento que agora corria
Me tranquiliza e faz entender mais uma outra lição
Que a bondade de Deus possui diferentes formatos
Nós é que ainda não alcançamos
E acabamos por não entender a verdadeira razão da tempestade
Numa rajada ele tenta me mostrar a importância da caridade

Ah como eu queria acreditar que aquele arco-íris era real
E porque não seria? Alguém pode questionar
Talvez porque já tenha chegado a noite diria...
O que há no final de seu caminho? Ouso perguntar
Nem ouro nem prata
Ali se encontram apenas virtudes
O resultado dessas e de muitas outras lições que aprenderá com o tempo
No longo Caminho que tem pela frente por sobre essas 7 cores

Quando cheguei até você não sabia onde estava
Apenas o desejo de não mais continuar caindo
Amanheceu meu jovem
E por isso eu vim
Olhe ao lado os lampiões já se apagaram em respeito ao novo dia
Ele começa quando cada um decide acreditar
Confie em você
Não tenha medo dos temporais agora já sabe
Refaça cada passo e fique atento as inúmeras oportunidades que surgem
Em cada abençoado amanhecer

E o vento delicadamente
Como se usasse as próprias mãos
Me põe de volta ao chão
As folhas molhadas do orvalho que me acompanha
Me trazem na memória o conforto das nuvens
E a certeza de que depende exclusivamente de mim
Chegar a ser ao menos um pequeno grão de mostarda
Deus abençoe a cada um de nós

Carlos Correa

https://www.youtube.com/watch?v=0b3rzv4TwWE

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP