Gestores

Ouvinte da vida

Ouvinte da vida

Sendo do mar da vida um atento ouvinte,
vou olhando a natureza com cuidado,
ouço as ondas, uma e outra e a seguinte,
ao baterem no rochedo enrugado.

Ouço o vento assoviando na colina,
o despertar do passaredo quando acorda
o cantar de um galo que não desafina,
e até a cachoeira que transborda.

Ouço o choro do bebê recém-nascido,
e a cantiga de ninar da jovem-mãe,
Ouço a vida indo sem me ter pedido,
cada dia no espelho de mamãe.

Edith Lobato - 11/04/19

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –
Gestores

Edith Lobato

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Desculpe minha ausência Edith querida 

    Tive problemas com o PC.. ainda tenho dificuldades

    Estou em falta com muitos..inclusive não te dei os parabéns pelo seu niver

    Um abraço apertado e carinhoso 

    • Gestores

      Oi Ciducha querida, eu te entendo.

      Fique bem, querida.

      Um outro abraço pra ti.

  • Maravilhoso poema, Edith!

    Parabéns minha mestra.

    Bjs

  • Gestores

    Ouço a vida indo sem me ter pedido,
    cada dia no espelho de mamãe.

    É assim com muitas de nós. Belíssimo poema.

  • Edith

    parabens

    Davi/Guardião do amor

  • Lindas observações, detalhes sutis, junção perfeita em cada linha... amei. Meus parabéns querida Edith. Paz e Luz!

  • Que bom ouvir o que de bom tem a vida, em seus belos versos e lindas metáforas. Lindo Poema

    Parabéns Poetisa Edith

    Abraços

This reply was deleted.
CPP