Partida

Partida

Partida

Partida

 

Pretinha tu moreninha

Teu corpo labaredas

De quentura e fervor

Que Deus te deu amor

E você aprendeu colheu

Que a mim só espelhou

Emoções do acarajé

Tu és baiana eu pagé

 

Aqui nesta ante sala

Me diga por favor

Como devo partir

E para onde posso ir

 

O coração palpitante

Eu sou teu amante (...Teu Amor)

A alma lastimada

A paz consternada

 

Me diga meu amor

Como devo partir

Sem ter para onde ir

 

Onde deixarei nossos beijos

Nos travesseiros brancos

No couvert de queijos

No copo de Gim brandos

 

 

Me diga meu amor

Como devo partir

Sem ter para onde ir

 

A tônica deste verso

E tônica na taça Gim

Tudo aqui no convexo

Na pele de caça em mim

 

Onde guardarás o roupão

No armário não caberá

No coração fica a ilusão

E assim se sucederá

 

Me diga meu amor

Como devo partir

Sem ter para onde ir

 

Certeza na lembrança

Do chá de hortelã

Noites frias esperança

Nos teus pés de romã

 

Me diga meu amor

Como devo partir

Sem ter para onde ir

 

Antonio Domingos

Agosto 2020

Dedico a um Amor de minha vida. Baiana de Trancoso-Bahia. 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Obrigado amigo Davi por ler e comentar.Um incentivo para mim

    Estou com dificuldades em ler as obras dos colegas em função de meu filho estar em crise. Meu filho de 44 anos esta em crise de esquizofrenia.

    Valeu

  • amigo antonio

    dedicação explendida

    gostei

    davi/guardião do amor

This reply was deleted.
CPP