POESIA

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas sentadas

 

POESIA

 

Se eu pudesse tomar-te de mim, para crescer-me n'alma o gosto da saudade,

Tomar-te-ia, na forma mais perfeita da língua (in)culta e bela,

Presa em minha métrica de rimas ricas, raras e preciosas.

Far-te-ia, ao substrato de meu preciosismo linguístico elaborado,

Parnasiano lapidar da imaginação.

E em cada gota dourada de minunciosos versos,

Amar-te-ia como a um tesouro burilado por Bilaquianas mãos.

Mas foges-me assim, arisco colibri ao atrativo mel

Noite fugidia, da lua em meu batel.

E eu, na mina do desejo do poema bruto,

Esvaio-me nos livres versos ao revel, inculto,

Nos rústicos momentos de inspiração...

By Nina Costa in 27/03/2020.
Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil.

 

Nenhuma descrição de foto disponível.

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Nina Costa

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    3700899108?profile=RESIZE_710x

    • Obrigada, amiga Anjo, pelo carinho de sempre! 

      Beijos!

      Nina

  • Muito lindo cara amiga Poetisa Nina. O seu talento é notável e inquestionável. Uma vénia minha. Beijos de além mar. 

    • Obrigada, amiga querida d'além mar! 

      Grande beijo! E uma Páscoa Abençoada para você e seu filho!

       

This reply was deleted.
CPP