QUE BOM SERIA

 

Até quando me bastará

Conhecer tua alma

Traduzida em lindos versos

A cantar a vida que passa

 

Que bom seria  ouvir

O timbre de tua voz

A cantarolar bela canção

A declamar lindos versos

E encantar meu coração

 

Que bom seria constatar

O brilho de teu olhar

A silhueta de teu corpo

Ávido por se entregar

Aos meus carinhos e afagos

Sem medo de se apaixonar

 

Que bom seria caminhar

Com minhas mãos atrevidas

Sobre o teu lindo corpo

Passear meus lábios candentes

Sorver com avidez os teus fluidos

Espreitar o teu rosto ardente

 

Gostaria de ser o vento

Pra seguir o teu caminho

Virar um redemoinho

Envolver suavemente teu corpo

Acariciar teu lindo rosto

 

Sinto um amor desmedido

Um desejo, uma vontade

De sempre estar junto a ti

Viver indeléveis momentos

Seguir minha sina contigo

 

F J TÁVORA

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    Tem versos que nos fazem viajar para o belo! Parabéns Francisco!

    DESTACADO! 

This reply was deleted.
CPP