Recordação

7545456655?profile=RESIZE_710xRecordação

Vejo a aurora dos tempos passados
Esfumaçada, sem brilho, sem luz
Somente o pensamento me conduz
A deixar meus olhos marejados.

A mente a borbulhar descompassada
Embaralhada entre a estrela e reluz.
De tão linda que ao olhá - la me seduz.
Com tanto brilho fico encabulada.

Recordo com saudade aqueles anos
Repletos de amor, sem desilusão
O sonho a esbaldar de tanta ilusão.

O vento soprava os desenganos,
somente o amor régia nossos dias
Meu mundo era repleto de alegria.

Márcia A. Mancebo

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    Muito delicada a maneira como os versos caminham. Parabéns!

    • Obrigada Madalena.

      Bjs

  • Belas rimas, lindo poema, melodia compassada, tema relevante

    Parabéns Márcia por mais este belo Poema Soneto

    Abraços de Antonio Domingos

    • Obrigada Antônio.

      Muito frio aí?

      Aqui está terrível.

      Um abraço

This reply was deleted.
CPP