Gestores

Reencontro

9148718496?profile=RESIZE_710x

Reencontro

 

Viajando estou através das lembranças.

Dias felizes de ilusões sem fim.

A inocência do primeiro amor.

O primeiro beijo da pessoa amada.

Vejo através da janela cenas de encanto. 

Cenas perdidas em longos anos de distância.

Separação imposta por status sociais

Que não se importam se ferem ou machucam.

Doces recordações invadem minha mente.

Nossos risos... nossos beijos... nosso amor...

Mas o tempo passa e não consegue apagar

O amor que nasceu na inocência da infância.

Mais uma vez estou diante de ti.

Uma emoção reprimida por anos de tristeza,

De sonhos podados, de vidas predestinadas à solidão.

E agora, quando enfim te encontrei,

Fico a te observar, tentando encontrar

teu rosto amado, teu sorriso doce, teu olhar meigo.

E é como no primeiro dia, quando nos conhecemos.

Aproximo-me lentamente... quero sentir teu toque

Em minha face banhada de lágrimas de dissabor.

E mais uma vez esquecer o mundo, a dor

E sentir teu abraço repleto de calor e amor.

Mas já não há vida em teu corpo, que jaz inerte.

 

Maria Angélica de Oliveira – 04/09/16

TemaPoesia: “Quando enfim te encontrei...”

Imagem: Google Imagens

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –
Gestores

Angélica

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    Edith querida!! Adoreiiiiii o card! Muito obrigada pelo mimo!!!

  • Belo e triste! Riquíssimo poema! Parabéns nobre poetisa!

    • Gestores

      Obrigada Isaías pela visita e comentário!

  • Belíssimo parabéns poetisa

  • Angélica linda poesia chega a

    emocionar meus sinceros aplausos abraço...

  • Maravilhoso!

    Parabéns querida

    Bjsss

  • A vida é feita de momentos felizes.

    Infelizmente temos de conviver das saudades e à vida que segue seja como for.

    Na verdade, a gente mesmo é quem escolhe "o que será".

    Belo texto.

    Aplausos!

This reply was deleted.
CPP