Reflexão

  1. 6812615086?profile=RESIZE_710x Reflexão
Passa o tempo, passam as ilusões,
passam os belos momentos...viram pó.
Passam os amores... até às amargas dores.
Só não passa a imensa saudade no coração
que esgarça o peito, ferindo sem dó.
 
E, enquanto tudo vai passando
vou vivendo e sem perceber
aquela desesperança que vivia amargurando
e nas madrugadas trazia o sofrer
e uma  solidão danada....passou!
 
Hoje vejo que a nova estação trouxe frio. Que horror!
Um frio que penetra na pele...faz tremer.
Não há sol que o sane, sequer cobertor.
 
E contemplando longe morrer o dia
vejo o deslumbre da natureza
não condenar aquela nuvem vazia.
Com cores a tinge pra mostrar a beleza
Que no transcorrer das horas, ninguém notou.
 
Márcia A Mancebo
 
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Obrigada querida amiga.

    Bjs

  • Marcia sua poesia sempre me

    encanta e sua arte esta belissima

    parabens abraço...

    • Obrigada, Eudalia!

      Bjs

  • Estimada Márcia. Faço uma homenagem a vossa pessoa com a postagem de um poema cantado por Miltinho e Ed Motta. "Meu bem é Ninguém"

    Em consideração aos seus belos poemas sempre valorizando o Amor.

    Obrigado

    Abraços de Antonio

    • Obrigada, Antônio!

      Abraço

  • Gestores

    Sensacional! Parabéns Márcia! 

    • Obrigada, Angelica!

      Bjs

  •  

     

    Parabéns amiga Márcia por belíssimo poema.

     

     

     

    • Obrigada Antônio.

      Um abraço

  • O amor de Deus...

    Nada, nada é para sempre...
    A flor que brota na roseira e desabrocha suave em pura beleza.
    O vento que sopra as velas do barco e o leva seguro ao seu destino.
    A chuva que após um longo estio, rega bondosa a terra ressequida.
    A estrela que brilha num céu limpo e guia o viajante perdido.
    O perfume que enebria e seduz o incauto amante,
    e o amor que brota inconteste em meu coração...

    Sim, nada é para sempre... tudo fenece ao seu tempo...

    Mas, se olharmos com cuidado veremos que existe algo sutil
    que acontece sempre no momento próprio de cada coisa...
    Naquele momento em que a flor se abre,
    ou quando o vento vem certeiro,
    ou quando aquela chuva abençoada cai do céu,
    e brilha lá no alto a estrela guia,
    ou quando um perfume mexe com os sentidos da gente,
    e quando um grande amor florece no coração...
    É nestes momentos únicos que algo nos encanta,
    algo simples mas, complexo, algo comum e misterioso,
    sim... dura apenas um momento mas,
    é mágico, é encantador, é sublime... 

    Sim... nestes momentos que algo nos toca a alma é que 
    sentimos a presença do amor de Deus...
    Este sim... é para sempre!

     

    Querida Márcia, me desculpe o longo texto.
    Teu lindo poema me levou à estas reflexões.
    Meus sinceros parabéns!
    Beijos, Marcos.

    135634086?profile=RESIZE_180x180

This reply was deleted.
CPP