RENASCER DAS CINZAS

 

3824668925?profile=RESIZE_710x

RENASCER DAS CINZAS

Me descobri no oculto
Olhando ao longe,
Vi uma estrada infinita
Fui a luta com calma
Para não me estressar
Apenas usei as armas
Que eu tinha para lutar
Não me espelhei em ninguém
Isso não me faria nenhum bem
Porque, quando me olhar no espelho
Quero me ver do outro lado
Sem sentir, o meu ser derrotado
A minha essência não perderei
Pois o que acontece aqui dentro
Ninguém sabe, mas eu sei
Vou continuar sendo, o que sou
Subirei o pódio da glória
Escrevendo a minha história
Não desviarei da rota
Seguirei minhas diretrizes
Como árvore frondosa,
Podem até cortar os meus galhos
Mas não arrancarão minhas raízes
Pois através delas, tornarei a crescer
Porque sou como Fênix
 E das cinzas, sempre irei renascer

Sandra Leone

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Sandra Leone

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Belíssimo poema-prosa. Altamente reflexivo e de uma certa autocrítica.. .

    A autora quer firmar sua personalidade e suas raízes.

    As influências do mundo moderno influenciam, mas não pode abalar nossas estruturas.....No amor queremos liberdades e não cobranças sem noção....

    O que vale é o belíssimo Poema da Poetisa Sandra Leone..... somente ela sabe de seus sentimentos...

    Parabéns amiga

    Abraço de Antonio Domingos

  • Gestores

    3827439707?profile=RESIZE_710x

  • Gestores

    Uau!!! Sensacional!!! Parabéns Sandra!! DESTACADO!! 

  • Uau! Sábias palavras para se ler e meditar; em versos de raro primor! Meus aplausos! Deus te abençoe. 

This reply was deleted.
CPP