SOBRE O CLARÃO DO AMOR

Tu a bela mulher

Foste tudo que

Eu mais queria

Nesta minha vida,

Meu sonho,

Meu ideal,

Meus momentos lindos,

E de minha vida fostes

A minha primavera

Junto a minha inspiração.

 

Fostes a divina e bela criatura

Que eu vivi sonhando

A vida inteira em ter

Junto a mim para sempre.

 

Nesta minha ventura a esperança

Fez-se presente a cada dia

Fazendo reinar no meu coração

Apenas o desejo de te encontrar

E poder sentir teus lábios.

 

Em meu coração tivestes presa

Para tão somente me dar

Motivo para sorrir e sentir

Prazer em poder viver.

 

Você foi o meu canto mais lindo,

Meu momento magico e

Minha paixão de uma

Febre de amor que sentia por ti.

 

E hoje depois de uma

Cruel transformação

És tão somente para mim

O clarão do amor

Que esta fincando raízes

Dentro de minha alma

E fazendo o amor novamente

Nascer dentro de minha vida.

 

Marcus Rios

Poeta Iunense - Acadêmico -

Membro Efetivo da Academia Iunense de Letras (AIL)

Membro Efetivo da Academia Marataizenses de Letras

Membro Efetivo e Imortal da Academia Iunense de Letras (AIL)

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • "E fazendo o amor novamente

    Nascer dentro de minha vida."

    Lindo!Aplaudindo de pé,poeta!

  • Gestores

    Excelente composição, Marcus.

    Aplausos!

This reply was deleted.
CPP