Verso de amor

Não espero que você entenda
O quanto faz falta uma canção
Talvez precise de uma legenda
Esquece do som de minha paixão

Ah eu queria tanto te ter nos braços
Com a delicadeza com que se segura um violão
Dedilhar seus cabelos seu corpo cada pedaço
Fazer da noite seu prazer te levar a exaustão

E exatamente quando o balanço sensual de teu vigor
Alcança o clímax de um refrão rígido e cadenciado
Numa versão acelerada de um instrumento de amor
Eu refaço meu solo na canção de um homem apaixonado

Deus abençoe os que amam de verdade

Carlos Correa

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    9266158888?profile=RESIZE_710x

  • Uauuuu!

    Adoro seus escritos.

    Parabéns.

    • E eu fico muito contente com isso!!! Obrigado por seu carinho, Deus a abençoe Marcia.

  • Gestores

    Muito bonito teu poema, Carlos. Gostoso imaginar a leitura, a imagem, a ação...

    Ainda bem que somos todos sonhadores.

    • Oiii!! fico muito mas muito contente mesmo de ter você aqui...Obrigado Margarida, de coração. Deus a abençoe

  • Boa noite, nobre amigo e poeta, Carlos Correa! Parabéns pela belíssima inspiração! Abraços poéticos! Luz e paz!

    • Olá!! Alegria e satisfação em recebê-lo. Muito obrigado por vir, Deus o abençoe.

  • Gestores

    9262366283?profile=RESIZE_584x

This reply was deleted.
CPP