Poesias

A noite dos meus sonhos

Não fazia ideia que todo aquele

Gemido escandaloso era o seu corpo

Sendo tocado pela primeira vez

Onde aquelas unhas faziam 

Caminhos pelas minhas costas

Aquelas mordidas que ainda me deixam

As marcas e sinais de uma noite

Espetacular que parecia não

ter mais fim

Espelhos embaçados dentro do box

E o chuveiro derramando água sem parar

Parecia que nada estava fora do controle

Naquele momento estrambótico

De repente aquele gripo de gozo

profundo que parece não ter fim

Com os dedos trançados em meus cabelos

até o último suspiro

Jilmar Santos

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    Poesiadestacada1.bmp

  • 044bellisimo.gif

  • Parabéns, poeta, poema primoroso, lírico, lindo, adorei. Abraços, paz E Luz!!!

    • Obrigado, Ilário!

  • Lindo poema romântico onde a sensualidade entra de mansinho embelezando os  versos de seu poema.

    Gostei de sua inspiração, caro poeta Jilmar Santos.

    Parabéns e abçs poéticos de Veraiz Souza

    • Obrigado, Vera! Fico feliz pelo seu comentário.

  • Gestores

    Olá Jilmar,

    A noite dos seus sonhos e de todos os normais.

    CORAO38.gif

    • Verdade, Margarida! Abraço!

  • Gestores Adm

    Bonito e sensual poema. Parabéns JIlmar.

    Bom domingo.

    • Obrigado, Edith! Tenha um boa semana

This reply was deleted.
CPP