Poesias

A VIDA

  “A VIDA” 

 

Não era a vida

Que seguia

Eram os princípios

Os valores e o tempo a se iniciar.

 

Sentia que podia

Que era o senhor a comandar

O inquilino a morar

E o sonhador a sonhar.

 

Vivia nos primeiros clarões,

No escurecer de mais um dia

Nas intempéries que a natureza apresenta

Em cada instante de vida.

 

Assim, deixava o vento abafar

Os medos, as angústias e os pesadelos

Que era sim, a vida,

Que começava a se iniciar.

 

 

 JÚLIO CESAR -   JC BRIDON

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores Adm

    quadromaravilhososcpp.gif

  • Gestores

    Não vivemos sem medo, ele nos é necessário, mas precisamos ter o poder de controla-lo para podemos viver além dele. Poema reflexivo e lindo, Julio Cesar! Bjs

  • Arranjodeflores1destacadobellaobrainspiracion.png?width=721

  • A Vida, que deixava de ser uma fantasía, perdida a inocénça, com a realidade as costas...

     Bela e porfunda reflexão num belissimo poema de novo, querido e grande Júlio.

     Beijos grandes, meu irmão.

    belissimacasadapeosia3.gif

  • Magistral poema amigo Bridon, adorei parabéns. Abraços e felicidades

This reply was deleted.
CPP