Poesias

Escrivaninha

Escrivaninha

O que seria das minhas noites

Sem você, minha escrivaninha? 

Por acaso não estás comigo

Em todas as madrugadas?

 

 

As teclas do meu laptop são as

Minhas vozes neste universo digital

E, acada lauda e verso produzido,

Vou deixando um pouco de mim.

Os pensamentos fluem de acordo

Com as experiências vividas, onde

É convertida para um ambiente

De leituras e escritas.

 

 

Os meus dedos trabalham em um

Conjunto harmônico com todo

Corpo e faz com que as ideias

Surjam em formas de poemas.

 

Jilmar Santos

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    maravilhoso2.bmp

    • Obrigado, Marso!

  • Parabéns, poeta, poema lindo, primoroso, adorei. Abraços, paz e Luz!!!

    • Obrigado, meu amigo!

  • Gestores Adm

    Destaque2.jpg

  • O que seria do poeta sem sua escrivaninha?! Belo poema... Parabéns!!

    • Obrigado, Naiara!

  • Que lindo Jilmar...e que teus textos sejam lidos por milhares de pessoas...Um abraço.
    • Obrigado, Marta! grande beijo

  • Magnifico poema que exala os mais belos sentidos que as palavras os transmitem, lindo

This reply was deleted.
CPP