FUI E SOU

“FUI E SOU”  

 

Fui cavaleiro

Fui tropeiro

Trotando

Pastando

Correndo feito louco

Num mundo já perdido pelo tempo.

 

Fui viver

Crescer

Desejar

Enfurecer

Gritar ao mundo

Quem eu sou.

 

Sou a vida!

Sou o chilrear dos pássaros

O zunir das abelhas

O criar e recriar.

 

Sou passos

Sou pedra

Sou água.

 

Num imenso oceano

Sou apenas uma gota

A cair docemente

Na turbulência de um rio.

 

Vivo a vida

Que muda de instante a instante

Tudo aquilo que vivo a sonhar

Pois a vida nada mais é

Que um eterno caminhar.

 

Fui e Sou!

 

Júlio Cesar  -  JC BRIDON

 

 26/06/2015 = 17,30 hs.

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    Só o poeta sabe sentir essa mutação de ser tudo... Muito, muito lindo, Julio! Bjs

  • Verdade, Júlio, além de ser este caminhar é efêmera. Parabéns!

  • Bravo!

    Arranjodeflores1destacadobellaobrainspiracion.png?width=721

This reply was deleted.
CPP