Farsas e mitos

 

 

 

 Farsas e mitos.

Porque falar em fim se a vida
Está sempre nascendo, brotando,
Interrompida, mas não acabada,
Sempre em reticência
Ou, entre parêntese, mesmo quando
Contracena com o nada...

Nas rimas e nos versos
Que o destino escreve
Onde a vida está nas entrelinhas
À gente vai vivendo essa alquimia
Tão inconsciente que nem adivinha
Que o destino, magicamente,
Nos escreve e reescreve em poesia.

E nos tantos papéis que interpretamos
Onde, em cada um deles, somos tudo
Impulsionados pela força do desejo
Que muda de objeto a cada segundo
Metaforizados por nossos próprios ritos
Por nossos enigmas mais profundos
Vivendo nossas farsas, nossos mitos
Inconscientemente, no palco do mundo.

Marsoalex – 27/07/2018

2087915?profile=original

 

Moldura by Livita

 

 

  

Votos 0
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Marsoalex

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    UAU!!!

    gaDs

  • Sempre decodifico seus escritos com muita aplicação. Pelos temas abordados, mas, principalmente, pela leveza e pureza da linguagem. Esse não fica atrás.

  • Uma obra maestra.

     Muito mais que um poema.

     Uma garndissima reflexão filosófica sabia e bela demais.

     Volto a relir com admiração.

     A seus pés, minha deusa bela.

     Beijos grandes.

     E saudades de novoooo, nossaaaaaaaaaaaa

    Onde ficas, Mar?

     

  • Obrigada, amiga! Eu também estou emocionadíssima! Bjsssssssssssssssss

  • Gestores

    Maravilhaaaaaaaaaa! Como te admiro! Estou emocionada!

    • Obrigada, Edith! Eu também te admiro demais! Bjs

    • Sim, é emocionante demais, meiga.

       

This reply was deleted.
CPP