O TREM

“O TREM” 

O trem partia

A fumaça subia

O apito zunia

E a saudade ficava.

 

O trem partia

Levando lembranças

E cada vez que apitava

O coração chorava.

 

Partia o trem

Para um lugar bem longe

Levando as tristezas

E também as alegrias.

 

O trem partia

Seguia seu rumo

Levando os sonhos

Para além das encruzilhadas.

 

Ficavam as dores

Que o trem deixava

Porém a certeza

De que também sonhava.

 

Sentia o choro

No ranger dos trilhos

Que agora nada mais tinham

A não ser um passado longínquo.

 

Partia o trem.

 

 

JÚLIO CESAR  -  JC BRIDON

Livro "O POETA E A VIDA" 

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Minhas amadas amigas ja disseram todo o que também pensei ao lir este magnifico poema, querido Júlio.

    Só me resta parabeniçar e aplaudir.

     Beijos, amigo.

     Bom día.

    Destaque8BELISSIMOPOEMA.CPP.png

     

  • Gestores

    Embarcamos nesse trem na hora em que nascemos e viajamos pelo tem até nossa última parada... Belo e reflexivo poema, Julio Cesar! Bjs

    quadromarsol.gif

  • Gestores Adm

    O trem é a própria vida, nossa jornada é um grande trem. Parabéns Julio. Reflexivo poema.

This reply was deleted.
CPP