Poesias

OUTRORA

“OUTRORA”

 

 

Crio o que desejo

Porque livre sinto-me agora

Pois perdido estivera

Naquele mundo de outrora.

 

Navegava sem rumo

Sem escala, sem timoneiro,

Sem comandante

E sem destino.

 

Agora sinto-me forte

Pois novamente a vida encontrei

E nela senti que podia

Renascer e viver outra vez.

 

A nudez dos pensamentos

Trouxeram-me um novo lar

Nele habitei por muitas eras

Até a vitória conquistar.

 

Virtudes encontradas

Motivo de muita galhardia

Pois senti que aqui sim

Meu interior desejava morar.

 

 

JC BRIDON

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • 830a10039144040aebf7ee6f226d6df2.jpg

  • Pelo momento lindo de reflexão, meus aplausos! Bjs

  • Adm

    Sempre é tempo de se renovar a rotina, ou limpar do caminho o que não serve mais para o momento.

    Parabéns, poeta pela bela reflexão.

  • Parabéns, poeta, poema lindo, maravilhoso, é muito bom encontrar-se em si mesmo... Abraços, paz e Luz!!!

This reply was deleted.
CPP