Paradigma

Existi um tempo inexistente.
Quando?
Nunca de fato houve,
Mas traz esperanças inexatas,
Sinceros votos cordiais
Onde não há mudanças.
Toda máscara aborígene
Sorri- diante dos fatos.
Souvenir posto na estante;
Sentado no sofá:
O paradigma. 

por airton parra sobreira

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Cumprimentos pela sua habilidade.

  • Parabéns, poeta, poema belo, primoroso, adorei. Abraços, paz e Luz!!!

  • Felicidades y gracias por compartir

     

  • Parabens pelo magistral texto

    A pergunta inicial é de todo intrigante...será

    que existimos...num tempo inexistente? Quando ?

    Abraço fraterno

    FC

This reply was deleted.
CPP