Fórum

Gestores Adm

Sarau de comemoração dos 4 anos de existência da CPP - Casa dos Poetas e da Poesia

3502464243?profile=RESIZE_710xTema

70974918?profile=RESIZE_710xPoesia vem de tudo

70974918?profile=RESIZE_710xRegras de participação

3502183438?profile=RESIZE_710x1.Todos os membros podem participar;

70974918?profile=RESIZE_710x2.É proibido o uso do tema como título das obras;

70974918?profile=RESIZE_710x3.Cada autor pode participar com 6 obras;

70974918?profile=RESIZE_710x4. Cada obra deve ter no mínimo 8 versos e no máximo 25 versos ou, meia lauda (página) no caso de textos em prosa;

70974918?profile=RESIZE_710x5.As obras devem estar inspiradas no tema;

70974918?profile=RESIZE_710x6.As obras devem ser postadas dentro do link deste Sarau e de modo escrito, na caixa principal do tópico;

70974918?profile=RESIZE_710x7. O Sarau terá duração de 30 dias, ou seja, estará vigente por todo o mês de setembro;

70974918?profile=RESIZE_710x8. Permite-se apreciação (comentários) nas obras;

70974918?profile=RESIZE_710x9. Permite-se imagem ilustrativa para efetiva arte pelos designers.

70974918?profile=RESIZE_710xBoas composições!

3502534268?profile=RESIZE_710x

 

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Quando a poesia fala ao coração

     

    Sou um pássaro viajante
    De penas finas
    Canto no sereno
    Ouvindo no escuro

    Voando às alturas
    Procurando a resposta
    Trazendo no bico
    A esperança

    No território da ilusão
    Sonhando um dia
    Encontrar meu ninho
    Viagem e sonhos

    Percebendo tantos ares
    Voando alto, também baixo
    Pedindo socorro à natureza
    Sonhando um dia acomodar

    Fazer um ninho
    Nele morar
    Encontrando a paz
    Podendo dormir e sonhar
     
    Jose Hilton Rosa
    • Muito bom, parabéns!! Boa noite, poeta.

    • Bela composição.

      Aplausos!

    • Obrigado Alcebíades 

  • 3637628471?profile=RESIZE_930x

    O TALENTO 

    Parte de Todos (as):

    A Poesia é considerada uma Arte de uma grande transmissão de sentimentos diretos, atingindo assim as pessoas de diversas maneiras de um ponto de vista único de pessoa a pessoa. Este é o talento do escritor, atingir as pessoas de formas diferentes, abranger seus sentimentos e aflora-los.

    O “Talento” é uma palavra que define uma Habilidade em Destaque do ser humano; portanto, como indicar qual Complemento que possa identifica-lo. Talento nas Artes é um campo muito grande de se indentificar, os escritores utilizam das palavras para se expressar, mais especificamente, passar seus sentimentos em diversas formas de descrever e contar momentos vividos ou imaginados de uma maneira única, mais que possa ser interpretada de vários modos pelo mesmo intérprete ou muitos outros.

    O meu Talento é nas Artes-Visuais (Artes-Plásticas). Mas qual? Talento na Pintura, habilidade em pintar; Talento no Desenho, habilidade em desenhar.

    A pessoa interessada busca informações para estudar suas Habilidade que a atrai, pratica e desenvolve-se. Nisto, encontra Facilidade e Satisfação nas conclusões de seus trabalhos, Aprimorando aquela tendência que, em muitos casos, Não se torna a profissão Principal, mas Sim um Complemento em seu Ser.

    O Talento é, portanto, aquela tendência que as pessoas têm, Gostam e Apreciam, mas na maioria das vezes Nunca experimentam; por isto, é importantíssimo colocar em Prática aquilo que Gosta de fazer, pois se trata de uma das Virtudes do ser humano e precisa exercita-la. Talvez não como a Principal, mas como Complemento, sim; é característica inerente do ser humano.

    Exercitar o seu Talento é uma Satisfação boa à sua pessoa e um complemento importantíssimo ao transmitir para o seu público.

    O Poeta é o Artista que transmite suas Artes através das palavras, Atingindo o seu  público de uma maneira única ao escrever suas Obras.

    Agradeço!

    Ronald Oliveira - 30/09/2019.

    • Bela Arte e Composição!

      Aplausos!

  • Por Jennifer Melânia

     

    Drácula (da noite à poesia é um pulo )

     

    Parece macabro o tema

    Mas, ele veio latejar-me as veias

    Irrigou a noite de alquimia

    As noites transmutam plúmbeos sentidos 

    Letras num alvoroço estrondoso

    Quis saber da alma o seu descanso

    Se aqui vive ou se aqui espanta

    Pois dos vivos, há mortos andando

    Ah, noite, és bela em suas esquinas

    Lugares onde espiam as paralelas

    Vias de fato dos vivos noturnos, vivos.

    Estes, descobrem o manto da noite

    Expõem a nudez as estrelas

    E dos silêncios, os sussurros são prazeres

    Nos ais, histórias do nunca são escritas

    Forjam as lápides diurnas, jamais.

    À noite, vem dopar as marcas do dia

    Embriagar incautos, sorrir amiga ao insone

    Abraçar o desamparado, apagando as cores

    Amenizando as andanças, encobrindo rastros

    Sugando a luz, a luz que reluz nos olhos do ourives

    E ele fica ali, dentro da noite, na pausa da alquimia

    ...Se deixa sugar...

     

     

    • Bela inspiração.

      Aplausos!

    • Obrigada, Alcebíades!

  • Por Jennifer Melânia

     

    Ainda sou Eu

     

    O que faria eu noutro corpo

    Noutra vida, noutra estrada

    Seria eu, poeta? Seria...

    Minha curva me inclina a olhares

    Olhares tortos, um grau demais

    Outras vezes, alguns graus de menos

    Vejo quem se adapta a lentes

    E vê globalizado o mundo

    Eu, daqui, só vejo a lua, as estrelas

    E os que voam e cantam no céu

    As borboletas colorindo o quintal

    O orvalho renovando a terra

    Vejo pequenas manifestações da vida

    Seria eu...noutro corpo imune

    Deixa-me pensar nos prazeres do chão

    Do verde do universo, dos azuis celestes

    Enquanto ainda sou eu

     

     

This reply was deleted.
CPP