Oficina I - Desafio Poético sobre palavras aleatórias

719441?profile=original

PROPOSTA

 

Esta oficina destina-se à composição de poemas sobre palavras deixadas aleatoriamente.

Regras

1. Todos os membros podem participar.

2. Ficarão em tela 4 palavras aleatórias para composição.

3. O participante deve compor nas palavras em tela  e ao postar seu poema, deve deixar outras

4 palavras para o próximo participante.

4. Os poemas criados devem ser postados em texto escrito, sem arte, na caixa de resposta principal da oficina.

5. É permitido comentários de apreciação sem imagens nos textos.

 

Boas inspirações!

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

    • Beleza de poesia, Norma. Parabens

  • Palavras em tela: VERÃO, LUME, OFERTA, MARAVILHA

  • Eu e o Violino

     

    Deus me concedeu o dom
    para deste fazer um cântico
    de enlevo e amor a arte

    Como meu violino extraio sons
    melódicos e acordes agudos
    tal qual um músico virtuoso

    Ao som do violino me entrego
    a uma vivência transcendental
    ouço sinos em louvor ao musical

    O mundo pára e ali sou único
    eu e o violino, tomados pelo ato
    e com seu som me deslumbro

    A música é essência divina
    a melodia revigora minha alma
    é a oração dos meus dias

     

     

    Lilian Ferraz

    03/01/2024

  • Palavras em tela:

     Virtuoso, sinos, oração, musical

  • Recordações

     

    Tempo este de recordações,
    Tantas situações vividas,
    Uma odisséia de emoções,
    Ganhos e também frustrações.

    Movimento característico da época,
    Pela cidade e nas ruas animação,
    Luzes decoram e atraem olhares,
    corações esperançosos e na fé.

    Aquela menina toda alegre
    brincando com a boneca;
    nos olhos o maravilhamento,
    da cena colorida e festiva,
    encantamento de um coração pueril.

    Recordações vem á tona
    lembranças de tempos idos.
    onde éramos mais unidos,
    família e amigos, sem vaidades,
    quando matinhamos o elo
    de lealdade e de humildade.

    Hoje ainda tentamos reavivar
    o momento cristão da natividade,
    mas poucos atendem o chamado;
    uns se foram para sempre,
    outros nem querem mais participar,
    ficando tantas recordações
    de outros natais e outros verões.

     

     

    Lilian Ferraz

    18/12/2023

  • PALAVRAS EM TELA:

    recordações,  boneca, luzes , humildade

  • Meus Versos

    Para satisfazer minhas vontades
    Olho distante para poder sonhar
    Que a vida é bonita é felicidade,
    pois sendo poeta só sei divagar!

    Há tanta pureza nas coisas que vejo
    Meus olhos não cansam de se encantar
    Quando absorta o que passou, revejo
    Esse tempo bom, saudade me dá.

    Aquela paixão jamais esquecida
    Caminha comigo na minha lembrança
    Essa paixão embala minha vida
    é tão antiga, não é mais criança.

    Em alegoria seguem os meus versos
    Surgem de longe quando pensativa
    Esta fantasia reveste o universo
    fazendo minha alma manter-se viva!

    Márcia Aparecida Mancebo
    25/11/23

  • Palavras em tela: alegoria, pureza, vontade, paixão

  • Não á guerra, e sim a paz!

     

    A humanidade se vê apreensiva
    Homens em suas crenças, matam
    outros, motivados pela vingança
    de forma abrupta se lançam e atacam

    O mundo está carente de empatia
    saber que toda guerra e confilto
    vai destruindo tudo e nos aniquila

    Muitos apelam e gritam pedindo paz
    Quem em são consciência quer viver
    em dor, martírios e guerras?

    desejos nobres do ser humano
    Viver em harmonia, manter a paz
    num mundo de progresso, igualdade
    e sem padecer na mãos de governos
    ou povos intolerantes e tiranos.

     

    Lilian Ferraz

    24/11/2023

This reply was deleted.
CPP