Adm

Oficina de repente com inspiração em uma palavra

Nesta oficina a proposta é compor os repetentes em décimas (estrofe de dez versos) com base na palavra que estiver em tela para composição.

Regras

1.As composições devem ser postadas na caixa inicial de respostas, dentro desta oficina.

2.O tema será deixado pelo último participante que compor na tema deixado.

3.O objetivo da atividade é proporcionar a produção poética e criação coletiva, bem como, estreitar os laços de amizade e fomentar o aprendizado.

4.Todos os membros podem participar.

5.É permito comentários e formatação dos poemas.

6.Os poemas compostos na oficina podem ser postados no blog pessoal ao seu gosto.

7.Repente não possui título, porém na hora de postar no blog, titularize sua décima com a palavra tema deixada.

Boas composições!

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Adm

    Próxima palavra

    Confrade

  • Adm

    Aqui vivo enfastiada,
    da mesmice desta vida.
    Todo dia a mesma lida,
    Vivo mesmo é sitiada!
    Vou bater em retirada,
    Pois a vida é uma só,
    passa feito raio e, pó,
    é o que restará da gente
    quando um dia de repente,
    perecer o nosso corpo.

    Edith Lobato - 09/01/19

    • 1426030475?profile=RESIZE_930x

  • Próxima palavra. mesmice

    • Agilidade.

      Para se fazer um bom repente
       A gente usa a sagacidade da serpente
      Que se enquadre na linha de cordel
      Como as notas do bolero de Ravel
      Ou os resíduos de uma estrela cadente
      E se apaga sem vestígios simplesmente
      Quando despenca num rompante, num tropel
      Sem deixar rastros na terra ou céu.
      Enfim para fazer um bom cordel, corretamente
      Basta usar a agilidade que se tem na mente.

      Marsoalex – 09/01/2019

       

      1425958142?profile=RESIZE_930x

  • Adm

    Próxima palavra

    Serpente

  • Adm

    No meio da escuridão,
    um grito ecoou nos ares;
    e gente com celulares,
    trombavam de sopetão.
    No auge da confusão,
    o povo então corria
    um cão labrador latia,
    e a água tomando conta,
    da rua de ponta a ponta,
    tristeza é o que só se via.

    Edith Lobato - 08/01/19

    • 1425808038?profile=RESIZE_930x

  • Mote.
    Escuridão

  • Se queres me amar de verdade,
    Respeite puros sentimentos,
    Não me engane em nenhum momento,
    A ti, tenho fidelidade.
    Quando se ausentas é saudade!
    Não quero mais ficar sozinha,
    Nessa angústia que me espezinha.
    Eu quero estar sempre a teu lado,
    Quero tanto meu bem amado
    Quando o anoitecer se avizinha.

    Marcia A Mancebo (02/08/18)

This reply was deleted.
CPP