Gestores Adm

II Oficina de poema que não tem fim - CPP

Regras

1. Todos os membros podem participar;

2. O membro participante compõe, sempre, no ultimo verso do poema que está na frente da página ( em primeira vista);

3. O participante deve postar sua resposta na caixa de texto acima, e nunca em resposta.

4. É vetado comentários sobre os trabalhos para não quebrar a sequência;

5. No caso de haver duas postagens ao mesmo tempo, permanece aquele que postar primeiro, o segundo deve ser excluído.

6. Vetado o uso de imagens.

7. Permitido formatação dos poemas

8. Os poemas dispensam títulos na sequência.

Cumpra-se!

Verso para começo

Calando a voz da minha razão

Boas composições!

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Sensivelmente 
     
    Me põe delicadamente à prova, Faz- me Poeta. 
    Assim, sigo meu rumo...meus dias.
    Às vezes o pensamento vira atleta 
    Mergulho no tempo, com fantasias.
    Pois, escrever é primordial meta.
     
    Revejo o ofuscar das horas vividas
    Meu olhar mareja, quase a chorar
    Com lembranças  tristes da vida
    Sei que passou...pra quê vou lamentar?
     
    Não  posso viver de passado não.
    Poeta, segue inebriado de ilusão 
    Tem a mente atada ao coração 
    Acredita que sonhar pela imensidão 
    Desperta a inspiração em profusão.
     
    E as letras vem rápidas ao papel.
    Volto a olhar a vida com alegria 
    Escrevo com linhas claras meu céu 
    E,  sensivelmente brota a poesia.
     
    Marcia A Mancebo 
    16/10/20
     
     
     
     
     
     
  • FAZ-ME POETA

    Usa-me, não me deixes de escanteio
    Esplora os desertos da minha alma
    Vasculha os silêncios do meu ser
    Perscruta toda a minha mente,

    Invade-me e me habita,
    Investiga minhas inspirações,
    Faz as tuas exigências
    Testa os meus limites.

    Desvenda meus íntimos segredos,
    Soluciona meus problemas,
    Leia - me como a teu livro predileto
    Esmiúça toda a minha poesia.

    Expõe teus desejos e aspirações
    Faz tuas sinceras especulações
    Me põe delicadamente à prova,
    Faz- me Poeta.

    Virgínia Santana 16/10/2020

  • USA-ME

    Eri Paiva

     

    Eu sou toda emoção traduzida em versos

    Abrindo-me, sem pejo, a quem me queira ler

    Quando no debulhar do tempo, expresso

    O sentir, o amar, o ganhar, o perder...

     

    Nutre-me de alegria o bem que alguém faz,

    Acresce em mim o desejo de somar

    Revisto-me de saudade e sou capaz

    De me resguardar para poder chorar...

     

    Na tela da minh’alma o amor eu pinto,

    Coração se indigna, eu não minto,

    Com a maldade rolando sem ter freio...

     

    Recolho-me a pedir ao Deus que em mim é:

    Seu Poder, nessa maldade, eu boto fé!

    Usa-me, não me deixes de escanteio!

     

    Parnamirim/Rn

    Em 15. 10. 2020

  • Eu sou...

     

    O amor e a esperança na vida são essenciais

    São sentimentos que cultivo com afeição.

    São as molas mestras da minha emoção

     

    Sem eles seria um vazio profundo...uma solidão!

     

    Sou sensível e muito emotiva e amo demais!

    Meus braços são portos, são afagos,

    Meu regaço é conforto é ternura sem fim...

     

    Eu sou toda a emoção traduzida em versos.

     

    Marcia A Mancebo

    09/10/20

     

     

  • Composição afetiva 

    O amor que é em nós, e cada um merece
    É tão singular e nunca é igual para todos
    Pode aparecer no frescor da mocidade
    Ou lá longe, quando a gente entardece

    Vamos alinhavando diversas experiências
    Fazendo disto nossa rica vivência
    Quando o amor prospera somos abençoados
    Se cai por terra, as emoções a gente reinventa
    Faz parte do processo, agrega ou desapega

    Nas fecundas estações do ano, brotamos
    Em dias mais áridos, nos ressentimos
    Quando há abundância de afeto, revigoramos
    Como o sol e a chuva são vitais
    O amor e a esperança na vida são essenciais

     

     

    Lilian Ferraz

    20/09/2020


  • O AMOR EM NÓS

    Eri Paiva

     

    "O fardo que fará nosso amor ressuscitar"

    É algo que compartilhar, nós precisamos.

    Ninguém é tão perfeito que não possa errar

    Nem é tão ruim que melhorar não possamos!


    Ressuscitar o amor é sim, imprescindível 

    Querer o outro feliz, como a si também se quer; 

    Renunciar algo que nos parece impossível, 

    Nao é humilhar-se, nem se está algo a perder....

     

    Há que se jogar fora o que pode então destruir

    Ou impedir que um grande amor venha crescer.

    Mágoas, ambição, ciúme, raiva e... até mentir...

    São cascões da alma. Precisamos diluir! 

    Esqueçamos os espinhos! Vivamos a doçura, 

    Da paz, alegria e harmonia que favorecem

    Oh minha linda e bem amada criatura,

    O amor que é em nós e cada um merece! 


    Parnamirim/Rn - Em 18. 09. 2020

  •  

    DOCE FARDO

     

    "Por onde caminho, levo os teus traços",

    Tua imagem, tuas pegadas, teu querer,

    Tua sombra, teus rastros, teus abraços

    E a beleza dessa alma que é você!

     

    Não me cansa o caminho, não cansa

    Toda a saudade que me vem de ti

    Não cansa o rosário de lembrança

    Que desfio às noites antes de dormir!

     

    Não me cansa a espera de que um dia

    Nossos corações se encherão de alegria

    No mar do amor que quisemos mergulhar

     

    Não me cansa zelar o que a anos guardo

    - A preciosidade que me és oh doce fardo,

    O fardo que fará nosso amor ressuscitar!

     

    Eri Paiva - Parnamirim/RN - Em 31. 08. 2020

    • P A R A B E N S!

      Excelente o teu soneto.

       

      1 ab

  • Percebi…

    E eu sou toda, toda felicidade;
    Quando em teus braços estou.
    Esqueço o mundo da falsidade,
    Lembro somente que me ganhou.

    Não perco tempo pensando em bobagens
    A vida é curta e leva toda ilusão.
    Por isso retenho a tua imagem;
    Como meu baluarte e devoção.

    És tu que acalenta minha dor;
    Afagas meus cabelos se estou a chorar;
    Oferecendo teu regaço me dá amor.
    Que mais preciso vivenciar;
    Se a teu lado sou a mais bela flor?

    Como não ser grata pelo carinho;
    Como não te amar em imensidade,
    Se és tu que sobre o lençol de linho;
    Diz — me amar com toda sinceridade?

    Percebi que sem ti, sou oca… vazia.
    És a luz que ilumina os meus passos.
    A razão dos meus versos na poesia;
    Por onde caminho, levo os teus traços.

    Márcia A Mancebo
    15/08/20

  •  

    Teu amor...

    Repleto de ternura e devoção
    É esse amor que me dá direção;
    Me agasalha nas horas tristes,
    Mostra - me com esmerada exatidão
    Essa união forte que em nós existe.

    Quando se ausentas, tua falta é sentida
    Com tamanha angústia e tristeza
    Perco o rumo, debato a solidão,
    Mas é inútil. Teu amor é a beleza
    Dos instantes soturnos e vazios.
    Dos momentos incertos e sombrios.

    És meu Eu...Serás por toda vida.
    És meu aconchego meu porto seguro
    Sozinha sou ave sem guarida.
    E vejo o céu nublado e escuro.

    Meus olhos perdem - se na multidão
    Uma dor aperta o peito de saudade.
    Quando chegas, alegra meu coração
    Sinto clarear minha realidade.
    E eu sou toda, toda felicidade!

    Márcia A Mancebo
    14/08/20

This reply was deleted.
CPP