Gestores

I Oficina de poema que não tem fim

Amo as tardes mornas de verão,
O sentir da brisa nos sonhos da vida.
Amo esta quimera, esta emoção
Esta saudade, por vezes, dolorida.

Amo a força que me leva à brida,
E me instiga uma nova floração.
Amo as tardes mornas de verão,
O sentir da brisa nos sonhos da vida.
 
Colher dos frutos de cada lunação,
E cantar uma nova cantiga,
É o que nos leva vencer provação.
E neste labirinto que nos intriga,
Amo as tardes mornas de verão.

 
Edith Lobato – 2009

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

As repostas estão encerradas para esta discussão.

Respostas

  • Gestores

    Estamos encerrando esta oficina. Os poemas farão parte de uma nova antologia poética da Casa.

    Nova ofina estará será aberta. Participem!

    Até mais ler.

  • Gestores

    Refazer a história.

    Voltar outra vez a ser povo
    Para refazer a sua história
    O brasileiro preciso de algo novo
    Para apagar a corrupção da memória.

    Dar ultimato a quem ousou se dar o direito
    A ser totais proprietários da nação
    Esquecendo que, pra ser eleito
    Ganharam o voto do povo, cidadão.

    Vamos mudar a imagem do país
    Do qual não podemos nos orgulhar
    Pois, se seguirmos do ladrão a diretriz
    Vamos na imagem espelhada mergulhar
    E nessa imagem sem fundo feita de giz
    Não temos opção de melhorar.

    Precisamos buscar outra verdade
    Exercendo o nosso direito
    De viver em plena liberdade
    Fazer justiça com as próprias mãos?
    Não se! Mas não quero viver pela metade
    Calando a voz da minha razão.

    Marsoalex 10/04/2018

  • SER POVO OUTRA VEZ
    Eri Paiva

    Fazendo desta vida o seu paraíso,
    Estão os corruptores da nação;
    Homens tidos de bem, hoje sem juízo,
    Metem as mãos nos bolsos de cada cidadão!

    Amealham fortunas na desonestidade
    Em desobediência às leis do seu país;
    Deitam-se na ambição, acordam na prosperidade,
    E dia após dia a vida lhes parece feliz!

    Entre tantos mandos e desmandos,
    Entontecida e estropiada,
    Ladeira abaixo a massa vai rolando...

    Até entender que é preciso algo novo:
    Anular-se enquanto massa,
    Voltar, outra vez, a ser povo!

    Parnamirim/RN
    Em 30. 03. 2018

     

     

  • Gestores

    Asas como pássaros.

    A melhor resposta é sempre a do coração
    Quando perguntamos a respeito do amor
    Só ele pode nos dar a direção
    Só ele é nosso mestre e sensor.

    Quando é o amor que guia nossos passos
    O caminho fica claro e bem florido
    Levitamos, temos asas como pássaros,
    Porque o amor nos dar voos garantidos.

    E, amar, é voar para o infinito
    É flutuar sem precisar de chão
    Porque o mundo do amor não é restrito
    Ao espaço onde tem lógica ou razão.

    O mundo do amor não tem fronteiras
    Não tem parâmetro entre o certo e o errado
    Não precisa de barragens, de trincheiras,
    Pois, todo o seu território é liberado.

    Pra ter sua liberdade garantida
    O amor faz o que for preciso.
    Permanece livre, preso numa vida
    Fazendo desta vida o seu paraíso.

    Marsoalex - 28/03/2018

     

  • Gestores

    RESPOSTA DO CORAÇÃO
    Eri Paiva

    Faz parte da história e faz resplandecer
    Enfrentar os desafios de cabeça erguida!
    Saiba-se que qualquer problema ao nascer,
    Carrega no seu bojo, a solução escondida.

    Levante-se os prós e contras da situação,
    De forma corajosa, sem macular ninguém.
    Tenha-se como lastro, sabedoria e intuição,
    Cuja verdade ao aflorar, só favorece o bem.

    Um desafio vitorioso, sempre engrandece
    Imagem, caráter e alma de todo cidadão.
    Esta mudança feliz contamina, amadurece,

    Cria elos de forças, melhora uma nação.
    Haja pois problemas e soluções a resolver!
    A melhor resposta é sempre do coração!

    Parnamirim/Rn
    Em 26. 03. 2018

     

  • This reply was deleted.
This reply was deleted.
CPP